segunda-feira, 13 de Agosto de 2012 14:44h Gazeta do Oeste

Vigilante morto por sargento durante briga de trânsito é velado em BH

Está sendo velado, na manhã desta segunda-feira (13), o corpo do vigilante Jhoni Estevão dos Santos Gomes, de 24 anos, morto após se envolver em um acidente de trânsito com o filho de um policial militar. O velório acontece no Barreiro, em Belo Horizonte, e a previsão é que o enterro seja realizado no Cemitério da Paz, na região Noroeste da capital. O horário da cerimônia ainda não foi divulgado.

O crime ocorreu na manhã de domingo (12) no bairro Diamante, também na região do Barreiro. Jhoni estava na direção de um Stilo prata quando bateu em um Celta, da mesma cor, conduzido por um rapaz de 20 anos, filho do sargento da Polícia Militar Luiz Carlos da Silva, de 44 anos. Após a batida, houve discussão sobre os prejuízos e a vítima voltou em casa, na Vila Pinho, onde pegou dois revólveres, calibres 22 e 38.

Ao mesmo tempo, o sargento foi chamado pelo filho para ir ao local do acidente, na rua Visconde de Caeté. Testemunhas contaram que o vigilante apontou as armas para pai e filho, mas o policial conseguiu tirar o 38 de sua mão. Na troca de tiros, segundo a PM, o sargento acertou três tiros na vítima, sendo um na coxa, no peito e na cabeça. O rapaz morreu no local.

A esposa das vítima e a mulher do policial, que presenciaram a discussão, foram levadas à Delegacia do Barreiro para prestar depoimentos. Silva, 1º sargento da 11ª Cia do 41º Batalhão, alegou legítima defesa e foi liberado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.