terça-feira, 4 de Outubro de 2016 17:48h Agência Brasil

Papa faz visita surpresa a áreas afetadas por terremoto

O papa Francisco fez uma visita surpresa nesta terça-feira (4) à cidade de Amatrice e à zona atingida pelo terremoto que sacudiu o centro da Itália no último dia 24 de agosto, provocando a morte de 298 pessoas. A informação é da Agência Ansa.

Ele chegou discretamente em um carro com vidros escuros e se dirigiu para a escola provisória montada pela Defesa Civil, para se encontrar com alunos e professores, que lhe presentearam com ilustrações. Em seguida, o líder católico visitou as zonas emergenciais da cidade, em companhia de bombeiros, e caminhou entre os imóveis que desabaram. Francisco parou diante de alguns escombros e orou em silêncio, sozinho.

"Eu não visitei Amatrice antes para não criar problemas, nem dar trabalho", disse o papa às vítimas do terremoto, justificando-se. "Pensei muito, logo nos primeiros dias dessa tragédia, e cheguei à conclusão de que a minha visita talvez fosse mais um estorvo que uma ajuda. Mas, desde o primeiro momento, senti que deveria visitar aqui", afirmou.

Francisco concedeu uma benção aos moradores de Amatrice e pediu que eles sigam adiante. "Sempre existe um futuro. Perdemos tantas pessoas queridas aqui, sob os escombros. Oremos por eles, façamos isso juntos. Mas olhemos sempre adiante. Tenhamos coragem e nos ajudemos. Caminhamos melhor juntos, sozinhos não vamos a lugar nenhum", disse.

Francisco também visitou a Residência Sanitária Assistencial de San Raffaele, em Borbona, província de Rieti, que acolhe vítimas do terremoto e pessoas idosas que precisam de cuidados especiais. Um padre de Amatrice, Dom Savino d'Amelio, disse que ninguém sabia da visita do papa. "Nós, sacerdotes, não sabíamos. Vimos uma grande movimentação de jornalistas, câmeras de televisão. Foi muito bonito, muito significativo".

Fontes do Vaticano também relataram que o papa acordou nesta manhã e decidiu ir à zona atingida pelo terremoto sem avisar ninguém. Ele teria anunciado sua decisão por volta das 7h locais e partido sem escolta oficial. Além de Amatrice, cidade-símbolo do terremoto, onde morreram 237 pessoas, Francisco visitou o município de Accumuli. No fim de setembro, o líder católico havia comentado que iria às zonas afetadas pelo tremor, mas que ainda não tinha uma data definida.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.