quinta-feira, 29 de Setembro de 2016 13:58h Agência Brasil

Primeiro-ministro quer que o português seja a língua mais falada no Timor-Leste

O Timor-Leste é o único país independente da Ásia que tem como língua oficial o português. No entanto, atualmente o idioma mais falado no país é o tétum, língua nacional de origem malaio-polinésia. Para Rui Maria de Araújo, primeiro-ministro timorense, fazer com que o português volte a ser a língua mais falada no país é um projeto de longo prazo.

“Estamos trabalhando com os parceiros da CPLP [Comunidade dos Países de Língua Portuguesa], principalmente Portugal, Brasil e Cabo Verde, para ver se conseguimos trazer mais professores desses países para formar os nossos professores e reforçar a disseminação da língua, particularmente nas áreas rurais”, afirmou o primeiro-ministro, ressaltando que 70% da população do país vivem no campo e trabalham na agricultura.

Segundo Rui Maria de Araújo, o país passou por mudanças qualitativas e quantitativas no ensino do português nos últimos dez anos. Os avanços foram maiores nos centros urbanos, onde o domínio da língua é mais intensivo.

“Estamos fazendo todos os esforços para que nos próximos dez a 15 anos o português volte a ser a língua mais falada no Timor”, disse Araújo em entrevista à Rádio ONU, em Nova York, durante sua participação na Assembleia Geral da organização.

O Timor-Leste foi colonizado pelo império português e se tornou independente em 1975. É a menor e a mais oriental das ilhas do arquipélago malaio, sendo a maioria da população de origem malaio-polinésia e papua. Tem minorias de chineses, árabes e europeus. De acordo com o Censo de 2010, o país tem cerca de 1 milhão de habitantes.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.