quinta-feira, 25 de Agosto de 2016 12:37h Pedro Gianelli

Jogo na Fonte Nova agrada ao lateral do América Mineiro, Gilson

O lateral Gilson foi destaque na última rodada, apesar do resultado adverso na Arena Independência. O atleta esteve ameaçado de não jogar, mas passou por tratamento intensivo para se recuperar de dores no joelho, sofreu e converteu o pênalti do gol da equipe, no final do primeiro tempo. Agora, no desafio no Campeonato Brasileiro, contra o Vitória, em Salvador, Gilson encara como “confronto de seis
pontos”.

O jogo estava programado para o Estádio Barradão, mas a CBF confirmou a mudança para a Arena Fonte Nova, por decisão do time baiano. Gilson entende que a mudança pode ser boa para o time americano. Ele foi atleta do Vitória e acredita que a pressão da torcida no Barradão é maior em comparação à Fonte Nova. “Acredito que na Fonte Nova não teremos tanta pressão em comparação ao Barradão. Já joguei ali e sei muito bem como funciona a pressão no Barradão e, na Fonte Nova, essa pressão será um pouco menor. Só que temos que jogar bem com ou sem pressão. E esperamos fazer um bom jogo, sair com a vitória, que é o que nos interessa”, observa o lateral.

 

REAÇÃO

 

O jogador acredita que o Vitória jogará no ataque a todo o momento. Assim, vai oferecer ao Coelho os contra-ataques. “É um ‘jogo de seis pontos’. Eles também estão na zona de rebaixamento agora, vão jogar em casa e é natural que eles vão se atirar em busca da vitória de qualquer maneira. Nós temos que saber tirar proveito disso, aproveitar os contra-ataques que a gente tiver e procurar fazer o gol”, comenta.

Gilson entende que o América terá que fazer um “jogo perfeito” para conquistar a vitória fora de casa. “Temos que explorar bem isso, fazer um jogo perfeito e sair de lá com a vitória. O que interessa para nós é isso, porque precisamos de uma sequência de vitórias para nos aproximarmos do primeiro time fora da zona de rebaixamento”.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.