sexta-feira, 2 de Setembro de 2016 14:06h Mariana Gonçalves

Objetos feitos em madeira pura ganham destaque em exposição no Espaço GTO

O artista Wagner Andra­de colocou em exposição no Espaço Geraldo Teles de Oli­veira (GTO), na Câmara de Divinópolis, suas peças feitas com uma técnica milenar, esculpidas em lâminas de madeira. A técnica é chama­da de Marchetaria, na qual é desenvolvido um trabalho feito com lâminas de madeira. A exposição permanecerá na Câmara Municipal até o dia 7, 12h às 18h.

Entre as peças, o artista traz para a cidade a releitura de Guernica, obra de Pablo Picasso, nas dimensões de 1,75 x 0,90, e a reprodução de Nossa Senhora Santana, segundo Wagner, para a confecção des­te quadro de Nossa Senhora, foram gastos 4 meses, nele, fo­ram utilizadas madeiras raras.

Todos os quadros são mon­tados com lâminas de madeira, um trabalho minucioso feito à mão com a ajuda de pinça e bisturi. “Tenho nesta exposição quatro quadros de releitura, e três de minha autoria”, conta o artista.

As peças já estiveram em exposição também na Bibliote­ca Pública de Itaúna Engenhei­ro Osmário Soares Nogueira. Embora a intenção não seja co­mercial, quem se interessar em adquirir as obras pode entrar em contato por meio do (37) 9 9925 5444 -, falar com Andréia.

AMOR À ARTE

Wagner Andrade é natu­ral de Itaúna, lá, ele ministra oficinas de artes no Centro de Referência da Assistência So­cial (CRAS), atualmente, além das oficinas, o artista também trabalha em seu ateliê com o Projeto “Usina de Sonhos”, que é voltado para crianças e adolescentes itaunenses. O artista trabalha com as téc­nicas de marchetaria há oito anos, sua primeira criação foi uma tabuleiro de dama todo produzido em madeira. “Hoje, 50% da minha renda vêm da arte, fico extremamente feliz com isso, essa exposição, por exemplo, em Divinópolis, aqui na Câmara, tem dado uma repercussão muito boa, estou muito feliz. Tem amigos meus de várias cidades sabendo desta exposição aqui”, conta.

Logo que as ideias surgem na cabeça, o artista já corre para colocar em prática, se­gundo ele, não tem um horá­rio certo para que as criações aconteçam, a qualquer hora que a ideia vier, lá está ele tra­balhando nos quadros. “Por exemplo, o quadro que fiz da Mandala foi em uma noite que dormi e acordei com o desenho de uma estrela e, a partir dela, eu criei a Mandala”, pontua.

TÉCNICA

Marchetaria: a arte de dese­nhar com madeira. Marchetar é aplicar ou embutir marchetes (peças finas de madeira, ma­drepérola, pedras, etc). É uma técnica antiga, onde as peças encontradas datam 3.000 anos. É conhecida de muitos povos e se desenvolveu na China, Oriente Médio e em toda a Europa.

Na Itália Renascentista, temos exemplos surpreenden­tes de marchetaria: Além do primor técnico da marchetaria, ele usa todos os novos conheci­mentos de tridimensionalida­de e reproduz cenas e objetos incríveis.

O desenvolvimento da marchetaria aconteceu junto com o aprimoramento das ferramentas, como as serras, e das técnicas, expandindo o embutimento ilustrado à mar­chetaria. As partes separadas de um retrato agora seriam recortadas dos folheados a partir de um projeto. Estas peças eram então juntas e este conjunto inteiro era colado a um fundo contínuo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.