sexta-feira, 9 de Setembro de 2016 17:09h Jotha Lee

Resultado do Ideb mostra bom desempenho da educação em Divinópolis no ano passado

O Ministério da Educação e Cultura (MEC) divulgou ontem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), tendo como base o ano de 2015. O levantamento aponta que o ensino médio segue estagnado na média das escolas do país, com índice 3,7 e não atingiu a meta de 4,3. O patamar se mantém desde a avaliação realizada em 2011. O resultado nacional continua ruim, principalmente no ensino médio, etapa que vai do 1º ao 3º ano (antigo colegial).

Criado em 2007, o Ideb é o índice que avalia a qualidade dos ensinos fundamentais e médio em escolas públicas e privadas. A "nota" do ensino básico varia numa escala de zero a 10. Conforme meta do Ministério da Educação e Cultura (MEC), o Brasil precisa alcançar até 2021 a média 6 nos anos iniciais do ensino fundamental.
O indicador é divulgado a cada dois anos e é calculado com base nos dados do Censo Escolar (com informações enviadas pelas escolas e redes), e médias de desempenho nas avaliações do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), como a Prova Brasil.

 

DIVINÓPOLIS

 

As notas publicadas ontem mostram que a educação em Divinópolis está acima da média nacional e em patamar superior a Minas Gerais. Embora ainda esteja longe do ideal, a educação no município se destaca com pontuação dentro do previsto pelo Ministério da Educação. Em Minas, a nota média ficou em 6,3, superando a projeção do MEC, que previa nota 6 para o ano passado. A nota média estadual para o ensino fundamental foi de 6,3, quando a projeção era de nota 6, enquanto o ensino médio obteve 4,8, quando a projeção era de pontuação 5 como média estadual.

Para Divinópolis, os dados podem ser comemorados, já que a nota média foi de 6,7, superando a projeção que era de 6,2 e também ficando acima da avaliação de 2013, quando a educação na cidade teve nota média de 6,5.

As 24 escolas da rede estadual de ensino em Divinópolis também tiveram desempenho acima da expectativa, ficando com 7 de nota média, enquanto a projeção do MEC para a rede no ano passado era 6,3. No ensino fundamental a rede estadual ficou com nota 7, enquanto no ensino médio a nota ficou em 5,1. O grande destaque foi a Escola Estadual Padre Matias Lobato, que teve nota média de 8,2, seguida das Escolas Henrique Galvão e Ilídio da Costa Pereira, com 7,5.

As 29 escolas da rede municipal de ensino também tiveram bom desempenho. O ensino médio obteve nota de 6,3, superando 2013, quando a pontuação ficou em 6. Além disso, superou a projeção do MEC, que previa 6,1. Com nota 5, o ensino fundamental da rede municipal ficou dentro da projeção o MEC e superou a nota de 2013, que foi de 4,5. O destaque foi a Escola Municipal São Geraldo, que obteve pontuação média de 7,9, seguida da Escola Professora Hermínia Corgozinho, que ficou com 7,2.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.