sábado, 8 de Outubro de 2016 11:00h Carlos Henrique

UFC 204 marca o retorno de Vitor Belfort e possível aposentadoria de uma lenda do esporte em Manchester

CARLOS HENRIQUE
ch25771@gmail.com

 

Para os fãs e amantes do MMA, o sábado será especial. O Fenômeno Vitor Belfort estará de volta. Após a sua última apresentação no UFC 198, em Curitiba, onde foi massacrado por Ronaldo Jacaré, os brasileiros terão a oportunidade de rever o brasileiro ex-campeão dos pesados e meio-pesados, e ex-desafiante dos pesos médios, quando acabou derrotado em um nocaute histórico para Anderson Silva, que, naquele momento, foi considerada ‘A luta do século”.
Desta vez, o oponente será Gegard Moussasi. O Iraniano-holandês fará a sua terceira luta seguida contra adversários brasileiros. Nos dois últimos confrontos, que aconteceram em 2016, decisão unânime contra Thales Leites, e nocaute contra Thiago Lima dos Santos.
Mousassi é um lutador versátil. São 19 nocautes na carreira, em 38 lutas, ou seja, em metade das vezes que Mousassi entrou no Cage, os adversários saíram nocauteados.
Por outro lado, se formos falar de nocauteadores, Vitor Belfort talvez seja um dos principais nomes. Com 16 vitórias por K.O, em 25 lutas disputadas, o Fenômeno, como é conhecido, pode usar sua explosão e empolgação inicial para bater Mousassi. Está certo que os 39 anos já começam a pesar, e o último confronto contra o também brasileiro Ronaldo Jacaré exemplificou claramente isso, mas não se pode subestimar a força dos punhos de um dos maiores nomes do esporte, e provavelmente teremos um bom duelo de strikers poderosos no co-main event da noite.
O UFC 204 contará, além de Belfort, com a presença de outros três brasileiros. Entre os Leves, Leonardo Santos e Adriano Martins se enfrentam, na segunda luta do card preliminar. Fechando o card preliminar, tem Brasil novamente na disputa. Iuri Alcantara enfrenta Brad Picket
A luta principal da noite, sem dúvidas, é bem interessante. Teremos Michael Bisping, o eterno “porteiro” do title-shot, aquele que sempre era escada para o desafiante ao cinturão ganhar sua chance e que, em um misto de sorte e competência, sorte pela lesão de Weidman, que era o adversário de Luke Rockhold na ocasião e não pode enfrentá-lo, e competência, pois se aproveitou de um momento de arrogância e soberba do ex-campeão, aplicou um bom gancho, que derrubou Luke e o fez, aos 31 anos, ganhar o título peso-médio do UFC. Seu adversário será ninguém menos que Dan Henderson. Hendo, aos 46 anos, tentará mais uma vez mostrar sua H-Bomb a Bisping, assim como fez no UFC 100, em 2009, quando se enfrentaram e Henderson levou a melhor. Também poder ser, e deverá ser, a última vez do ex-campeão do Pride e StrikeForce no octógono, já que ele e Dana já disseram que a aposentadoria é algo real, e nada melhor do que finalizar uma carreira tão vitoriosa com o cinturão dos pesos médios (categoria até 84kg), e é isso que o “vovô” buscará em Manchester, casa do seu adversário.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.