Municípios da Microrregião de Bom Despacho farão plano conjunto de combate à Covid-19.

Com isso, cidades atenderão ordem judicial de aderir ao Programa Minas Consciente sem fechar todos os segmentos da economia.

Ontem (3) em Bom Despacho, representantes de seis das sete cidades que compõem a Microrregional de Saúde se reuniram para definir como acatar a ordem judicial que obriga todas a aderirem ao Programa Minas Consciente, sem prejudicar suas economias.

No encontro, apenas Serra da Saudade não enviou representante. Luz decidiu por estudar melhor a situação. Já os outros cinco municípios: Bom Despacho, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Martinho Campos e Moema concordaram com a elaboração de um plano conjunto de combate à pandemia. Essa alternativa está prevista dentro do Minas Consciente e permitirá que, em Bom Despacho, todos os segmentos liberados continuem funcionando, exceto as academias.

“Entretanto não desistimos de manter abertas as academias. Felizmente, estamos bem preparados e conseguimos reduzir a velocidade da proliferação da doença em Bom Despacho. Por isso e com apoio da população, estamos numa situação relativamente favorável se comparada a outros municípios do Estado. Com base nisso, vamos solicitar essa flexibilização ao Ministério Público”, destacou a secretária de Saúde, Neide Braga.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.