segunda-feira, 29 de Junho de 2015 12:10h Atualizado em 29 de Junho de 2015 às 12:17h.

Bolsa Família: prazo para acompanhamento de saúde vai até dia 10

MDS e Ministério da Saúde prorrogaram data final para que prefeituras informem se famílias beneficiárias estão cumprindo os compromissos

Os ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e da Saúde prorrogaram para o dia 10 de julho o prazo para as famílias beneficiárias do Bolsa Família fazerem o acompanhamento de saúde. Essa é uma das condicionalidades do programa, que determina que todas as crianças menores de sete anos sejam vacinadas, pesadas e medidas e que as gestantes façam o pré-natal em dia.

As informações das condicionalidades do Bolsa Família servem para identificar riscos e vulnerabilidades e assegurar melhor qualidade de vida aos beneficiários. "É importante termos essas informações para acompanhar o desenvolvimento das crianças e das famílias. O objetivo não é fazer uma punição das famílias, mas acompanhar a saúde das pessoas do programa", explica o secretário nacional de Renda de Cidadania do MDS, Helmut Schwarzer.

O acompanhamento da saúde dos beneficiários do Programa Bolsa Família teve, no segundo semestre de 2 014, o melhor resultado de sua série histórica. Mais de 9,1 milhões de famílias compareceram na rede do Sistema Único de Saúde para o monitoramento do crescimento e desenvolvimento das crianças, da vacinação e dos exames de pré-natal das gestantes. Além disso, também foi recorde o percentual de famílias beneficiárias acompanhadas pela gestão do Programa Bolsa Família, que alcançou a marca de 75,3%.

 

Entre as crianças menores de 7 anos, das 5,6 milhões acompanhadas, 99% cumpriram o calendário de vacinação. Em relação às grávidas, das 227,7 mil identificadas, 99,1% estavam com o pré-natal em dia.

As condicionalidades de saúde do Bolsa Família garantiram a redução do déficit de estatura média das crianças beneficiárias. Entre 2008 e 2012, este déficit caiu 51%, sendo que os meninos de 60 meses de idade alcançaram altura média de 108,6 cm, enquanto as meninas chegaram a 107,9 cm. Este resultado vem crescendo a cada ano e aproxima os brasileiros desta faixa etária à referência da Organização Mundial da Saúde (OMS) – que é de 110 cm e 109,4 cm, respectivamente.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.