terça-feira, 5 de Abril de 2016 10:59h

Brasil e Paraguai renovam acordo militar até 2021

Os ministros da Defesa e das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai se reuniram em Assunção, nesta segunda-feira (4), para prorrogar, por mais cinco anos, o acordo relativo à cooperação militar

Os ministros da Defesa e das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai se reuniram em Assunção, nesta segunda-feira (4), para prorrogar, por mais cinco anos, o acordo relativo à cooperação militar, e, também, inaugurar o “Mecanismo 2+2 de Consulta Política e Avaliação Estratégica”, cujo objetivo é estabelecer um instrumento bilateral nas áreas de defesa e de segurança.

Antes das reuniões bilaterais, os ministros brasileiros Aldo Rebelo, da Defesa, e Mauro Vieira, das Relações Exteriores, juntamente com o embaixador do Brasil no Paraguai, José Eduardo Felício, foram recebidos pelo presidente paraguaio, Horácio Cartes, em audiência no Palácio de López.

 

 

A agenda no país vizinho incluiu o primeiro encontro político-estratégico, denominado mecanismo de diálogo 2+2, entre o Brasil e o Paraguai. O objetivo é impulsionar a agenda bilateral de consultas e definir ações para o aprofundamento das relações em matéria de política exterior, defesa e segurança entre os dois países sul-americanos.

Além de estabelecer aspectos da operação 2+2, a aliança entre os países foi ratificada com a assinatura de uma declaração conjunta. “Nosso desejo é de amizade, de respeito e de cooperação com a República do Paraguai, com as Forças Armadas do Paraguai junto a nossas Forças em todos os temas e áreas possíveis”, ressaltou o ministro Aldo Rebelo.

 

 

 

Para o ministro da Defesa paraguaio, Diógenes Martinez, “o Brasil e o Paraguai vêm mantendo uma sólida e frutífera cooperação, assumindo o compromisso com o desenvolvimento dos dois países”. O diálogo 2+2 também eleva o status da representação da Marinha do Brasil no Paraguai para missão naval.

Os ministros das Relações Exteriores do Brasil, embaixador Mauro Vieira, e do Paraguai, embaixador Eladio Loizaga, assinaram a prorrogação, por mais cinco anos, do acordo entre os países relativo à cooperação militar, celebrado, inicialmente, em 1995.

“Este é um marco da cooperação e do intercâmbio de informações entre o Brasil e o Paraguai”, afirmou o embaixador paraguaio Loizaga. Para o embaixador brasileiro, esse é um mecanismo de alto nível que articula assuntos de defesa de forma coordenada. “O dia hoje mostra a importância que o governo brasileiro atribui as relações com o Paraguai”, concluiu o chanceler Mauro Vieira.

 

 

 

Cooperação Militar

Dentre os temas de interesse de cooperação bilateral em defesa e segurança que serão fomentados, estão os exercícios e operações combinadas ou simultâneas na fronteira, capacitação e treinamento, compartilhamento de informações, desenvolvimento de iniciativas conjuntas para melhorar o controle do espaço aéreo, dentre outras iniciativas.

Os ministros também examinaram as relações regionais e intercambiaram ideias a respeito de organismos multilaterais, especialmente sobre o Conselho de Defesa Sul-Americano (CDS), o Centro de Estudos Estratégicos de Defesa (CEED), à Escola Sul-Americana de Defesa (ESUDE), à Junta Interamericana de Defesa (JID) e à XII Conferência de Ministros de Defesa das Américas.

 

 

 

Também foi destacada a cooperação alcançada com a participação paraguaia no contingente brasileiro da Missão de Estabilização de Paz das Nações Unidas no Haiti (Minustah). Foi acordado a manutenção de frequentes contatos para estreitar a cooperação no âmbito das operações de paz das Nações Unidas.

Os ministros da Defesa assinaram ainda um memorando de entendimento que versa sobre a cooperação para a preservação da memória da Guerra da Tríplice Aliança, abrangendo a preservação dos documentos e sítios históricos e instrumentos e materiais usados na guerra.

 

 

 

Condecoração

O ministro Aldo Rebelo foi condecorado ainda pelo governo paraguaio com a Ordem do Mérito Militar em grau de Grande-Oficial. Já o ministro Diógenes Martinez recebeu, pelas mãos do governo brasileiro, o título de Grã-Cruz, pela Ordem do Mérito de Defesa.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.