segunda-feira, 13 de Abril de 2015 10:17h Rayane Fernandes -Assessoria de Comunicação Social

Brasil e Ucrânia pretendem estreitar relações comerciais

O lado brasileiro quer exportar carne suína ao país e o lado ucraniano exportar fertilizantes e trigo

Estreitar o comércio entre Brasil e Ucrânia foi um dos temas discutidos entre a secretária de Relações Internacionais do Agronegócio, Tatiana Palermo, e o embaixador da Ucrânia, Rostyslav Tronenko, em reunião nesta sexta-feira (10), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Entre os assuntos discutidos está a possibilidade de realizar reunião do Comitê Consultivo Agrícola Brasil-Ucrânia, por videoconferência, para discutir temas de interesse bilateral. O lado brasileiro tem interesse em habilitar frigoríficos brasileiros, em especial de carne suína, para exportar ao país. Em contrapartida, o lado ucraniano pretende exportar fertilizantes e trigo para o Brasil. Além disso, deve ser discutido o texto de memorando de entendimento na área de quarentena vegetal, que visa facilitar o comércio de vegetais e seus produtos entre os dois países.

A secretária Tatiana Palermo aproveitou a oportunidade para convidar o ministro ucraniano e autoridades do serviço sanitário daquele país para comparecerem ao lançamento do Plano Nacional de Defesa Agropecuário, no dia 29 de abril, no Palácio do Planalto, que contará com a presença da presidente Dilma Roussef. Na ocasião, será apresentado o Sistema de Defesa Agropecuária brasileiro, além das metas e programas de mitigação de riscos, entre outros. Por fim, o embaixador ucraniano mencionou convite para representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) visitar o Instituto de Pesquisa Agropecuária da Ucrânia e conhecer as principais pesquisas agropecuárias em andamento.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.