sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016 13:02h Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

Carnaval de rua do Rio terá mais de 500 blocos

A prefeitura Rio anunciou hoje (8) no Diário Oficial do município a lista dos blocos de carnaval de rua de 2016. As atrações vão garantir alegria dos foliões durante mais de um mês

Serão 505 blocos, quase 50 a mais que no ano passado. A prefeitura redistribuiu alguns blocos para desconcentrar a movimentação de foliões em alguns bairros.

O primeiro bloco a desfilar esse ano será o da Liga dos Blocos da Zona Portuária, no dia 16 de janeiro. O Monobloco, como já ocorre tradicionalmente, encerrará o período de festividades carnavalescas de rua, em 14 de fevereiro.

Para o integrante do Bloco do Barbas,  Nei Barbosa, a expectativa é que nesse ano o público seja maior do que em 2014, por causa da crise econômica. “Os brasileiros estão viajando menos para o exterior, porque o dólar está nas alturas, então viajam internamente e estão vindo muito para o Rio, e os próprios cariocas ficam na cidade e vão para as ruas”, disse.

“Isso é bom, pois anima o carnaval, mas também é uma responsabilidade muito maior colocar o bloco na rua sem problema”, acrescentou. O Bloco do Barbas vai desfilar no dia 6 de fevereiro, em Botafogo

Barbosa destacou que os blocos de rua do Rio já começam o ano prontos para cair na folia. “O carnaval de rua começa depois do Réveillon. A escolha do samba, o lançamento das camisetas, já está quase tudo pronto”, comentou. “O carro de som já está definido, o caminhão-pipa que dá banho nos foliões já está definido”.

O Cordão da Bola Preta, tradicional bloco que atrai mais de 1 milhão pessoas ao centro do Rio, também espera atrair público maior neste ano que no ano passado. “Esperamos algo em torno de 2 milhões de foliões”, informou o presidente do bloco, Pedro Ernesto Marinho. O Bola Preta sai no dia 6 de fevereiro, da Rua Primeiro de Março, com concentração a partir das 7h.

 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.