quinta-feira, 7 de Maio de 2015 14:04h

Conab e Cepea comparam custos de produção

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ligado à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP)

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ligado à Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), divulgaram esta semana, em suas páginas eletrônicas, as metodologias que utilizam nos seus levantamentos de custo de produção agrícola.
    O objetivo das análises é oferecer condições para estudos de políticas públicas e programas de governo, além de subsidiar discussões técnicas de melhoria do processo produtivo (máquinas e implementos agrícolas, agrotóxicos e fertilizantes, mudas e sementes etc.) e de comercialização.
       Trata-se de um estudo comparativo entre as formas de cálculos de custo.  Cada instituição tem seus próprios objetivos e métodos, mas há convergência no total, segundo o gerente de Custos de Produto da Conab, Asdrúbal Jacobina. "Ao comparar cada item do custo, os valores podem se divergir - dado a estrutura metodológica -, mas no custo total pode haver convergência", explica.
    Um dos diferenciais nas comparações está na atualização do pacote tecnológico. Enquanto o Cepea faz alterações durante todo o ano safra, identificando como foi a safra efetivamente, a Conab realiza os painéis a cada três anos. "No entanto, atualizamos mensalmente os preços pagos pelos produtores para os insumos", observa Jacobina.
    O estudo pode ser acessado no link http://cepea.esalq.usp.br/pdf/Metodologias_Conab_Cepea_Abr15.pdf. Interessados que queiram se manifestar podem enviar mensagens para o  e-mail gecup@conab.gov.br.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.