quarta-feira, 16 de Setembro de 2015 13:21h Atualizado em 16 de Setembro de 2015 às 13:24h. Da Agência Lusa

Dezenas de migrantes rompem cerco policial e entram em território húngaro

Dezenas de migrantes conseguiram forçar passar por barreiras policiais e entrar em território húngaro hoje (16) pela fronteira com a Sérvia

Segundo jornalistas da agência France Presse que estavam no local, alguns migrantes conseguiram arrancar as grades colocadas nas vias de acesso à Hungria, junto ao posto fronteiriço de Rozske, e passar pelas fileiras de policiais antimotim.

Os incidentes começaram no início da tarde, quando, segundo a polícia da Hungria, um grupo de migrantes “se tornou agressivo e lançou pedras, garrafas e paus contra a polícia do lado húngaro”.

Jornalistas presentes testemunharam o lançamento de objetos contra a polícia, que respondeu com canhões de água e gás lacrimogéneo.

Segundo o governo húngaro, 20 policiais ficaram feridos nos incidentes e alguns migrantes, incluindo pelo menos duas crianças, foram socorridos do lado sérvio devido ao efeito do gás lacrimogêneo.

No local estavam cerca de 500 migrantes, dos quais 300 forçaram a entrada na Hungria, segundo a France Presse.

Gritando “freedom, freedom” (liberdade), alguns migrantes arrancaram pedras das calçadas e outros fizeram duas grandes fogueiras com roupas e pedaços de madeira, que produziram grossas colunas de fumaça negra.

Dois helicópteros húngaros, um do Exército e outro da polícia, sobrevoavam o local.

Estes foram os primeiros confrontos do gênero desde que a Hungria fechou a fronteira, na segunda-feira (14).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.