sexta-feira, 25 de Setembro de 2015 12:37h

Dias recebe ministro da Embaixada da China

Ministros discutem importância da cooperação e intercâmbio entre os dois países nesse momento de instabilidade econômica

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, recebeu nesta quinta-feira (24) a visita do ministro da Embaixada da China, Wang Wei. Os ministros conversaram sobre a importância da cooperação e intercâmbio entre os dois países, tanto na área de trabalho e emprego, quanto na busca por melhorias na área econômica.

Dias lembrou que no mês passado a China assumiu em Ancara, na Turquia, a presidência itinerante do G20 e irá presidir em Pequim, a reunião da cúpula em 2016. Ele colocou o Ministério do Trabalho e Emprego brasileiro (MTE) à disposição do colega chines, para auxiliar na organização.

“Queremos nos colocar à disposição para colaborar, para contribuir com o Ministério do Trabalho chinês. Até pela nossa experiência na elaboração dos documentos, nas discussões para que tenhamos uma reunião produtiva. E que a China dê uma demonstração de preparo, de competência, mais uma vez, na condução desse processo”, afirmou Dias, citando ainda a importância de os dois países manterem conversas visando um entendimento e uma condução adequada aos interesses dos dois países na reunião da cúpula dos Brics no próximo ano.

O ministro chinês agradeceu a disposição do Brasil e destacou a importância da presença de ambos nas duas cúpulas. “A china e o Brasil são importantes membros do Brics e do G20. Os dois países sempre tem a coordenação e cooperação de modo construtivo e positivo. No próximo ano a china vai sediar a cúpula do G20 e acreditamos na organização dessa importante cúpula multilateral. Vamos continuar contando com o apoio valioso do Brasil. A partir de agora, podemos realizar, ambos, intercâmbio e consultas sobre o tema desse importante evento”, afirmou Wei.

Os dois ministros afirmaram acreditar na importância da parceria comercial entre os dois países. O ministro Wei afirmou que a China acompanha com interesse o desenvolvimento do Brasil e concordou que o momento exige discussões e trocas de experiências no âmbito econômico. “Sobretudo no atual contexto de uma recuperação muito lenta da economia mundial e os novos desafios para a economia de todos os países é muito imperativo reforçar nosso intercambio e cooperação”, afirmou.


“Para nós vem em um momento importante. E sendo a China nosso principal parceiro comercial, um debate sobre as duas economias vem para contribuir e trazer luzes também para que talvez uma proposta seja positiva para uma solução nesse momento”, ponderou Dias.

O ministro brasileiro citou que o MTE aguarda assinatura, por parte do Ministério dos Recursos Humanos e Segurança Social da República Popular da China, de um Memorando de Entendimento de Cooperação entre os dois ministérios com a finalidade de consolidar e desenvolver ações de cooperação em áreas como promoção de emprego produtivo e trabalho decente, qualificação profissional, saúde e segurança no trabalho, entre outras.

Wei explicou que houve, recentemente, troca de ministros no governo chinês, mas se comprometeu a se esforçar para dar continuidade à parceria e aos trabalhos entre os dois ministérios.

Os ministros falaram ainda sobre uma parceria entre o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido Comunista da China que estabelece uma série de atividades e discussões sobre as economias. Dias ressaltou a importância de darem inicio ainda esse ano e recebeu do ministro chinês total apoio. “Isso tem um grande significado para promover a amizade tanto ente os dois partidos quanto entre os dois países. Por isso, em minha opinião, as suas ideias sobre o inicio dessa agenda de intercambio e cooperação serão muito bem recebidas e terá uma reação muito positiva por parte dos chineses”, afirmou.

Ao final do encontro, o ministro Wang Wei, fez um convite ao ministro Manoel Dias para participar da recepção por ocasião dos 66 anos da Proclamação da República Popular da China, que será realizada na próxima terça-feira (29) em Brasília.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.