quarta-feira, 3 de Junho de 2015 10:07h

Escola do Sistema Único de Assistência Social será referência para todo país

Inaugurada em Campo Grande (MS), a unidade vai fortalecer política de assistência social. Segundo a secretária nacional do MDS, Ieda Castro, objetivo é capacitar quatro mil profissionais do Suas no estado neste ano

Leatríce Castro é assistente social em Corumbá (MS), município a 400 quilômetros da capital Campo Grande. Ela sabe que uma das formas de melhorar o atendimento à população mais vulnerável é garantir a qualificação dos profissionais do Sistema Único de Assistência Social (Suas) - sistema que está presente em quase 100% dos municípios brasileiros. "O trabalhador do Suas precisa estar capacitado para saber a melhor forma de chegar à população", acredita.

Assim como gestores, técnicos e outros profissionais da rede socioassistencial ela terá a oportunidade de se capacitar na primeira escola de assistência social do Brasil, inaugurada nesta terça-feira (2), em Campo Grande. "Com a escola, o profissional estará apto ao trabalho de abordagem social", disse.

Criada para atender as demandas de capacitações, cursos e projetos, principalmente o CapacitaSuas, a Escola do Sistema Único de Assistência Social (Suas/ MS) Mariluce Bittar será referência de iniciativa para todo o país.

Segundo a secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ieda Castro, o objetivo é profissionalizar a política de assistencial social. "É muito importante para a Rede Suas que os estados tenham a capacidade de gerir os seus serviços com qualidade. A Escola do Suas servirá de observatório para o fortalecimento da política de assistência social, acabando com a visão assistencialista", destacou.

Neste ano, serão capacitados, disse Ieda, quatro mil profissionais do Suas, com recursos do governo federal no estado do Mato Grosso do Sul. São assistentes sociais, educadores, psicólogos, sociólogos e profissionais de nível médio, como os cuidadores e orientadores sociais, além dos usuários da assistência social. "Essa será uma escola voltada para a produção de conhecimento, articulando os saberes, replicando esse aprendizado. Tenho certeza que os profissionais serão qualificados e valorizados, e o atendimento, humanizado", afirmou a secretária.

Também participaram do evento o secretário nacional de Renda de Cidadania do MDS, Helmut Schwarzer, e o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, além de secretários e gestores da assistência social da região Centro-Oeste.

No evento, o governador Reinaldo Azambuja também destacou que o foco principal da escola é o fortalecimento dos trabalhadores do Suas. "A ideia é trabalhar a política de assistência social de forma integrada e qualificada, por isso é importante começar pela qualificação profissional desses trabalhadores."

A Escola do Suas possui dois auditórios, sendo o maior com capacidade para 300 pessoas e outro para 100 pessoas, além de cinco salas de aula, biblioteca e laboratório de informática. A escola começa a funcionar no segundo semestre. Licitações devem ser abertas neste mês para selecionar as universidades que vão oferecer os c ursos.

Atendimento – Por meio do Suas, o atendimento socioassistencial à população do Mato Grosso do Sul é realizado em 120 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), presentes em 79 municípios. O estado também conta com 61 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), em 58 municípios, e três Creas regionais.

A população em situação de rua também tem atendimento garantido nos Centros de Referência para População em Situação de Rua (Centro POP) e nos Serviços de Acolhimento (abrigos). São cinco Centros POP em quatro municípios.

O governo federal ainda repassa recursos para a manutenção de 34 equipes volantes, em 25 municípios; sete equipes de abordagem social à população em situação de rua, em quatro municípios; duas lanchas de assistência social; e um Centro-Dia de Referência para Pessoa com Deficiência.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.