terça-feira, 7 de Julho de 2015 13:43h

FORD E HP PESQUISAM COMPORTAMENTO DOS MOTORISTAS PARA APRIMORAR A OPERAÇÃO DE FROTAS

A Ford concluiu a primeira fase de uma pesquisa sobre hábitos de direção, feita com funcionários que usam os carros da frota da HP, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo

O objetivo do experimento, chamado "Fleet Insights", é desenvolver inovações tecnológicas e serviços personalizados para buscar oportunidades de redução dos custos operacionais e otimizar o uso dos veículos.

O estudo faz parte das ações desenvolvidas pela Ford em várias partes do mundo - incluindo o Desafio de Mobilidade de São Paulo, no Brasil, atualmente em fase de inscrições - para buscar soluções de melhoria do trânsito nas grandes cidades.

A fase de coleta de dados, feita com sensores sem fio instalados nos cerca de 100 carros da frota da HP, foi concluída em junho. Cada motorista teve acesso aos seus dados de rodagem usando um aplicativo para smartphone. Especialistas da Ford agora estão usando ferramentas de análise da HP, como a plataforma HP Haven, para identificar padrões e outros aspectos da atividade dos motoristas. O processamento das informações vai continuar até o final de 2015.

O estudo já mostrou que, independentemente do local de trabalho, a maioria dos motoristas da frota parava para um café na mesma rede de cafeterias e reabastecia com a mesma marca de gasolina. Revelou também que 70% das viagens ocorreram nos dias da semana, com distâncias de 20 km ou menos, e frequentemente funcionários em viagem deixavam os veículos parados durante dias no aeroporto. A análise dessas rotinas pode gerar novas soluções para otimizar o aproveitamento dos veículos e aumentar a economia de escala da frota.

As viagens foram classificadas em quatro grupos: percursos urbanos de curta distância (34%), direção em estrada (21%), direção fora do horário de pico (29%) e direção no horário de pico (16%).

"O experimento Fleet Insights é um dos primeiros passos para compreender melhor as mudanças no comportamento dos motoristas", diz Marcy Klevorn, vice-presidente da Ford. "As frotas corporativas podem reduzir custos por meio de contratos de compra nacionais, melhorias na manutenção e no uso dos veículos. Os motoristas também podem ser incentivados a adotar novos hábitos, por meio de cupons de descontos e a criação de grupos de compartilhamento de veículos."

Segundo Martin Risau, vice-presidente de análise e gerenciamento de dados da HP Enterprise Services, a HP e a Ford compartilham da mesma visão na busca de novos caminhos para oferecer melhores experiências para os clientes. "Esse estudo pode melhorar o gerenciamento das frotas e a experiência de direção pessoal, reduzindo os custos com manutenção e combustível e gerando novas fontes de receita."

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.