segunda-feira, 31 de Agosto de 2015 12:17h

FORD: PROGRAMA INCENTIVA OS EMPREGADOS A PARAR DE FUMAR E CUIDAR DA SAÚDE

A Ford aproveitou o Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, para reforçar a campanha desenvolvida internamente para incentivar seus empregados a deixar de fumar

A iniciativa inclui a divulgação dos males provocados pelo tabagismo, reuniões de apoio, acompanhamento médico e a prescrição de medicamentos que ajudam a superar o vício. Desde então, centenas de empregados pararam de fumar com suporte do programa, que tem como meta a zero dependência.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o cigarro mata mais de 5 milhões de pessoas por ano - é a principal causa de morte evitável no mundo. Além de câncer e enfisema, também contribui para a hipertensão arterial. "A exposição ao fumo tem sido associada ao risco aumentado de problemas de saúde, principalmente doenças do coração e câncer de pulmão entre fumantes e não fumantes adultos. E estudos mostram que o local de trabalho é a principal fonte de exposição ao fumo para adultos, uma vez que a pessoa fica a maior parte do seu dia no trabalho", explica Fernanda Ramos, gerente de Saúde e Relações Trabalhistas da Ford América do Sul.

O trabalho de conscientização e apoio realizado pela empresa ao longo dos anos serviu como preparação para o lançamento do programa "Ambientes livres de fumo" que atingiu 100% das fábricas do Brasil e Argentina e tem como principal objetivo contribuir para a redução e possível eliminação do hábito de fumar. "A fumaça que sai dos cigarros é ainda mais tóxica que a tragada pelos fumantes e não há sistema de ventilação capaz de evitá-la. Pessoas que trabalham onde é permitido fumar podem respirar o equivalente a dez cigarros por dia, o que aumenta em cerca de duas vezes o risco de infarto e em seis vezes o de câncer de pulmão. Por isso, a Organização Mundial da Saúde recomenda a proibição total do fumo em recintos coletivos", completa a executiva.

Saúde como prioridade
Nas reuniões de conscientização e apoio realizadas dentro do programa da Ford, ex-fumantes são convidados a dar seu depoimento para os colegas que ainda continuam a fumar. Há muitos casos de empregados que fumaram durante anos, tentaram parar várias vezes sem sucesso e aceitaram o desafio de iniciar uma nova vida sem tabaco. Com o apoio do programa, conseguiram se livrar do vício, aumentando a qualidade de vida, respirando melhor e voltando a sentir o sabor dos alimentos, entre outros benefícios relatados.

A campanha contra o fumo faz parte do programa conhecido como Viva Bem, que a Ford criou para promover a qualidade de vida e hábitos saudáveis entre seus empregados. Entre outros temas, ele inclui também campanhas de cuidado e prevenção de doenças cardíacas, diabetes, hipertensão e incentivo à alimentação equilibrada, perda de peso e prática de exercícios físicos.

"O objetivo do programa é reforçar o conceito da saúde como uma prioridade para a nossa população, hoje formada por cerca de 11.000 empregados. Mas têm um benefício maior, quando se considera que esses cuidados são levados também para as suas famílias", completa Fernanda Ramos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.