segunda-feira, 12 de Janeiro de 2015 12:02h Atualizado em 12 de Janeiro de 2015 às 12:57h.

FORD REVELA O NOVO GT NO SALÃO DE DETROIT, COM MOTOR ECOBOOST DE MAIS DE 600 CV E FIBRA DE CARBONO

A Ford revelou hoje no Salão de Detroit o novo GT, um supercarro que serve como base de novas tecnologias de aerodinâmica e alto desempenho, incluindo carroceria de fibra de carbono e motor V6 EcoBoost de mais de 600 cv

O modelo é um dos mais de 12 novos esportivos que a marca vai lançar até 2020 - junto com o Focus RS, além do F-150 Raptor, Shelby GT350 e Shelby GT350R, estes últimos também mostrados no salão - e pode ser visto no vídeo neste link.

O novo Ford GT começa a ser produzido no final do próximo ano e será lançado em mercados globais selecionados para comemorar o 50º aniversário da histórica vitória do modelo original nas 24 Horas de Le Mans em 1966, quando conquistou os três primeiros lugares.

"No momento em que a Ford impulsiona a inovação em todos os aspectos do nosso negócio, vale a pena lembrar que a nossa primeira inovação como empresa não foi num laboratório, mas nas pistas de corrida", disse Mark Fields, presidente mundial da Ford, referindo-se à corrida que Henry Ford venceu em 1901 e inspirou financiadores a investir na sua empresa. "Somos apaixonados por inovação e performance e pela criação de veículos que fazem o coração das pessoas vibrar."

O novo Ford GT tem tração traseira, motor central e carroceria aerodinâmica e elegante, em estilo cupê de duas portas. Ele é impulsionado pelo motor EcoBoost de linha mais potente já produzido - um EcoBoost V6 duplo turbo de nova geração, que com potência de mais de 600 cv. O GT faz uso extensivo de materiais leves, incluindo fibra de carbono e alumínio, que permitem excelente aceleração e uma dirigibilidade mais eficiente.

O compromisso da Ford de tornar acessíveis tecnologias tipicamente oferecidas somente em veículos de elite fica evidente no GT. Isso inclui recursos avançados de aerodinâmica ativa, como um spoiler traseiro retrátil e várias inovações em materiais e tecnologias de assistência ao motorista, como o SYNC 3, nova versão do sistema de conectividade da Ford.

"O GT é um supercarro entusiasmante", disse Raj Nair, vice-presidente de Desenvolvimento de Produto Global da Ford. "Ele traz inovações e tecnologias que podem ser aplicadas em toda a linha de produtos da Ford no futuro - mais uma prova de que a Ford continua a elevar o padrão de desempenho para, em última instância, aprimorar os veículos para todos os nossos clientes."

Fibra de carbono
Poucas inovações trazem um benefício maior para o desempenho e a eficiência de um veículo que a redução de peso. Todos os fatores de performance - como aceleração, dirigibilidade, frenagem, segurança e eficiência - podem ser melhorados com o uso de materiais mais leves.

O novo GT usa compostos leves e avançados que ajudarão a aprimorar toda a linha de produtos da Ford. O uso amplo de elementos estruturais de fibra de carbono dará ao GT um dos melhores índices peso-potência entre os carros de produção.

O esportivo tem célula de passageiros de fibra de carbono e subquadros dianteiro e traseiro de alumínio, encapsulados em painéis estruturais de fibra de carbono. A fibra de carbono é um dos materiais mais fortes do mundo em relação à sua massa, formando uma base ultrarrígida para os componentes do chassi e um conjunto mais leve para a dinâmica e a eficiência.

EcoBoost mais potente já produzido
A partir deste ano, a tecnologia de motores EcoBoost estará disponível em todos os carros, utilitários e picapes novos da Ford na América do Norte. A família está presente em um número crescente de carros de alto desempenho da marca, como o novo Mustang, a recém-anunciada F-150 Raptor, o Fiesta ST e Focus ST.

O V6 EcoBoost de 3.5 litros de nova geração do GT usa a mesma arquitetura do motor testado pela Ford em corridas de durabilidade da categoria IMSA Daytona Prototype. Além de uma impressionante faixa de potência e torque, ele tem grande eficiência - um atributo-chave do conjunto aprimorado em corridas de resistência, onde a combinação de desempenho e eficiência é um fator crítico.

O motor V6 EcoBoost duplo turbo da Ford venceu três corridas em sua primeira temporada da IMSA TUDOR United SportsCar Championship em 2014, incluindo uma vitória na famosa 12 Horas de Sebring, além de sete pódios em mais de 15.000 quilômetros em corridas de resistência.

O GT usa uma configuração totalmente nova de dupla injeção direta de combustível para melhorar a resposta do motor, além de trem de válvulas roletado de baixo atrito. O motor EcoBoost V6 é acoplado a uma transmissão de dupla embreagem de sete marchas, para mudanças quase instantâneas com excepcional controle para o motorista.

Aerodinâmica ativa
A eficiência aerodinâmica é o coração do design do GT, reduzindo o arrasto de forma ativa, ao mesmo tempo em que favorece a "downforce" e a estabilidade. Cada forma e curva da carroceria foi projetada com esse objetivo, desde o formato otimizado de gota ao para-brisa curvo inspirado na fuselagem de aviões.

Cada superfície do GT foi criada funcionalmente para gerenciar o fluxo de ar, mas ele também traz componentes aerodinâmicos totalmente ativos para melhorar a frenagem, a condução e a estabilidade. O spoiler traseiro ativo se move de acordo com a aceleração e ações do motorista, ajustando a altura e o ângulo de inclinação.

Design com propósito
Ao mesmo tempo em que compartilha o legado dos carros clássicos de desempenho da Ford Racing, o GT traz uma forma totalmente contemporânea e funcional que transmite modernidade e pura beleza.

O chassi, produzido com o estado da arte, traz uma barra de torção ativa, do tipo de competição, e suspensão "pushrod" com altura ajustável. As rodas de 20 polegadas são calçadas com pneus Michelin Pilot Super Sport Cup, com composto e estrutura especialmente projetados. Os discos de freio são de carbono-cerâmica.

O capô de perfil estreito reduz a área frontal e o interior conta com o estado da arte da tecnologia para garantir o controle, conforto e segurança. A cabine de dois lugares é acessada por portas tipo gaivota e tem bancos integrados na célula de fibra de carbono. Esse arranjo reduz significativamente a estrutura e o peso dos bancos e permite uma conexão consistente com o chassi. O assento fixo é combinado com pedais e coluna de direção ajustáveis para acomodar motoristas de diferentes estaturas.

O volante de estilo Fórmula 1 integra todos os controles para o motorista, incluindo as teclas do câmbio. O painel de instrumentos totalmente digital e configurável oferece uma ampla variedade de dados para o motorista: a tela pode ser configurada para diferentes ambientes e modos de direção.

"Esperamos que os fãs curtam este novo GT, mas todos os clientes da Ford vão se beneficiar com as inovações desenvolvidas para esse carro de nova geração", disse Nair.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.