quinta-feira, 14 de Janeiro de 2016 09:31h

Gerdau destaca-se como a maior recicladora de sucatas da América Latina

A iniciativa promove ganhos ambientais, sociais e financeiros

A reciclagem anual de mais de 15 milhões de toneladas de aço faz com que a Gerdau ocupe a posição de maior recicladora de sucatas da América Latina. De todo o aço processado pela Companhia, 75% é proveniente de material reciclado. A medida, baseada no tripé da sustentabilidade, gera ganhos mútuos, para a Empresa e para a sociedade.

A reciclagem tem um grande potencial econômico, já que o aço é um metal que pode ser transformado infinitamente, sem que suas propriedades e sua qualidade sejam alteradas. “O que não é mais útil para a sociedade, como a sucata, é uma valiosa fonte de negócios para nós”, afirma o diretor de saúde, segurança e meio ambiente, Enio Viterbo Junior.

O reaproveitamento das sucatas também promove relevantes ganhos ambientais. Em comparação à tradicional produção de aço, a reciclagem reduz em mais de 90% a utilização de água no processo, em 70% a emissão de CO2 e ainda diminui a emissão de outras partículas. “Não existe nenhuma atividade com potencial econômico, ambiental e social maior do que a indústria da reciclagem”, ressalta Viterbo Junior.

O desenvolvimento social é outro viés trabalhado por meio da reciclagem. O Projeto Reciclagem Inclusiva, criado em 2007 por meio de uma parceria entre a Gerdau e Agência Alemã de Desenvolvimento, representa uma oportunidade de geração de renda à comunidade. A iniciativa tem o objetivo de contribuir para a formalização de cooperativas de recicladores de sucata. Atualmente, mais de cinco mil sucateiros – no Brasil, Chile e Peru – estão entre os fornecedores da Empresa.

Depois da implantação do projeto, a renda média dos cooperados chegou a R$3 mil, 58% superior à remuneração anterior. “Nas cidades onde implementamos o programa, a coleta de sucata aumentou mais de 300% e, em alguns casos, a renda das famílias cresceu 200%”, afirma o diretor. Nessas localidades, cerca de 1,6 mil toneladas de resíduos gerados pela sociedade passaram a ter destinação correta.

Esses resultados renderam à Gerdau, em 2014, uma premiação inédita pela World Steel Association, o Steelie Awards, na categoria Excelência em Sustentabilidade. O projeto também foi reconhecido pelo programa Benchmarking Brasil como uma das melhores práticas socioambientais do país.

 


 

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.