terça-feira, 30 de Agosto de 2016 16:15h Ministério do Turismo

Isenção de vistos favorece 40 mil estrangeiros na Olimpíada

Impacto do benefício na economia foi na ordem de US$ 48,5 milhões

Dados do Ministério do Turismo mostram que os quatro países beneficiados com a isenção unilateral de vistos – Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá –enviaram mais de 53 mil turistas ao Brasil entre 28 de julho e 15 de agosto. Desses, 75% se beneficiaram da facilitação para entrada no país de acordo com a Demanda Turística do Ministério do Turismo. O número corresponde a 40 mil visitantes estrangeiros que injetaram US$ 48,5 milhões na economia brasileira. Ainda segundo o estudo, 82,2% dos turistas estrangeiros afirmaram que a dispensa do visto facilitaria o retorno ao país.

Para o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, os números comprovam que a estratégia do governo federal foi acertada e que o turismo será um dos principais legados que ficarão para o país. “O mundo se encantou com a hospitalidade do brasileiro e com as belezas dos nossos atrativos. Não por acaso, 87% dos visitantes internacionais declararam ter intenção de voltar ao Brasil”, disse Alves.

De acordo com cálculos do Ministério do Turismo, caso a isenção seja mantida de forma permanente, o impacto na economia nacional alcançará US$ 175,2 milhões ao ano graças ao aumento de 20% no fluxo de visitantes dos quatro países beneficiados.

A isenção de vistos é uma das bandeiras da Organização Mundial do Turismo (OMT) e a decisão do Brasil foi elogiada por representantes do setor. A World Travel & Tourism Concil (WTTC) e a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) defenderam publicamente a manutenção da iniciativa após o fim dos jogos.

VISTOS - A medida que isentou a necessidade de vistos para turistas americanos, japoneses, australianos e canadenses, passou a valer em 1º de junho e continuará até 18 de setembro, data do encerramento dos Jogos Paralímpicos. A definição dos quatro países levou em conta fatores como elevado fluxo emissivo ao Brasil, gastos desses visitantes no país e baixo risco migratório e de segurança.


A dispensa foi articulada pelos ministérios do Turismo, da Justiça e das Relações Exteriores. A iniciativa faz parte da estratégia do Ministério do Turismo em incentivar a entrada de visitantes de países que, só em 2015, foram responsáveis pela emissão de 759.087 turistas segundo o Anuário Estatístico do Turismo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.