quarta-feira, 27 de Maio de 2015 09:52h Atualizado em 27 de Maio de 2015 às 10:04h. Pollyanna Martins

MEC divulga número de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio

Inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começaram ontem pela internet e 400 mil candidatos se inscreveram no primeiro dia

Começou nesta segunda-feira, às 10h, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), feitas exclusivamente pela internet. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), foram registradas no primeiro dia 400 mil inscrições. O ministério informou que o sistema suportou toda a demanda do primeiro dia, sem registrar nenhum tipo de incidente. As inscrições vão até o dia 5 de junho, e os candidatos precisarão informar um número de telefone, celular ou fixo válidos, além de cadastrar um endereço eletrônico (e-mail), o qual não pode ser usado por outro participante. O sistema pedirá, ainda, que o candidato crie uma pergunta e uma resposta de segurança.
As provas serão aplicadas nos dias 24 e 25 de outubro em mais de 1,7 mil municípios em todo o país. O Ministério da Educação (MEC) espera que mais de 9 milhões de pessoas se candidatem aos testes. Na edição deste ano, estão isentos da taxa de inscrição os concluintes do ensino médio em 2015, matriculados em escolas da rede pública e as pessoas que se declararem carentes. As inscrições poderão ser feitas no site: www.enem.inep.gov.br.
Podem solicitar a isenção por carência aqueles que têm uma renda familiar, por pessoa, igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada. As informações devem ser comprovadas pelos participantes e receber a aprovação do MEC. O participante deve acompanhar na página de inscrição se o pedido de isenção foi aceito. Para os demais, o valor é de R$ 63, e o pagamento deverá ser efetuado até o dia 10 de junho.

ATENDIMENTO ESPECIAL
Durante a inscrição, os participantes poderão solicitar atendimento especializado ou específico. O atendimento especializado é oferecido às pessoas com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual, surdo cegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia (alteração neurológica, que dificulta a aprendizagem de números) ou com outra condição especial. Já o atendimento específico é oferecido às gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas – pessoas que, por convicção religiosa, guardam o sábado.

NOVIDADE
Segundo o MEC, no Enem de 2015, candidatos que sejam travestis e transexuais podem usar o nome social. A inscrição deve ser feita normalmente, no prazo previsto no edital. Posteriormente, entre 15 e 26 de junho, eles devem encaminhar, por meio do sistema do participante, na página do Enem na internet, cópia de documento de identificação, uma foto recente e o formulário preenchido, disponível online.

VALOR QUE ASSUSTA
O fator de maior reclamação entre os candidatos que não são isentos de pagarem a taxa de inscrição é o seu valor. Em 2014, a inscrição custava R$ 35, já em 2015 os candidatos pagarão R$ 63, ou seja, 80% a mais. A estudante Maria Claudia Silveira, conta que iria pagar para que ela e a irmã fizessem a prova, porém com o valor da taxa, apenas ela poderá realizar o exame. “Ano passado, eu paguei R$ 35, e estava nos meus planos pagar para a minha irmã, mas como eu estou desempregada, e a inscrição veio muito alta este ano, não vou poder pagar para ela”, lamenta. A estudante pretende cursar Psicologia no próximo ano, com a pontuação do Enem.
SISU
A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em 115 instituições públicas, e do Programa Universidade para Todos (ProUni). A participação na prova é ainda requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem também obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

 

Crédito: Reprodução

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.