quinta-feira, 7 de Maio de 2015 10:46h

Mercedes-Benz avança na construção da fábrica de automóveis em Iracemápolis

•    Entre as áreas que serão edificadas estão montagem bruta, pintura, montagem final, logística e qualidade
•    Área total do terreno é de 2,5 milhões de m2 e cerca de 140.000 metros quadrados será de área construída

A Mercedes-Benz do Brasil avança na construção de sua fábrica de automóveis na cidade de Iracemápolis, São Paulo, onde serão produzidos o sedã Classe C e o SUV GLA. Após a conclusão de terraplanagem no terreno, onde foram movimentados mais de 1 milhão de metros cúbicos de terra, teve início esse mês a construção dos prédios da futura planta.

A nova etapa será realizada pela HOCHTIEF do Brasil, presente no Brasil há mais de 45 anos e responsável pela edificação de toda a área construída estimada em 140.000 m2. A área total do terreno tem aproximadamente 2,5 milhões de metros quadrados.

Serão investidos mais de R$ 500 milhões na cidade de Iracemápolis para a construção da nova fábrica, que inicia suas atividades no próximo ano. A partir da inauguração dessa unidade, a Mercedes-Benz do Brasil será a única Empresa do setor automotivo a produzir, na América Latina, caminhões, ônibus, vans e automóveis.

Segundo Chris Wittke, gerente sênior da Engenharia de Manufatura da Mercedes-Benz em Iracemápolis, essa nova fase da construção é mais um passo para a concretização da produção de automóveis Mercedes-Benz no mercado brasileiro. “Vamos produzir o Classe C, que há anos é sucesso de vendas no Brasil, e o SUV GLA, que chegou ano passado no mercado brasileiro e já é o carro-chefe da marca e uma das principais apostas para o mercado premium no País”.

Com o objetivo de garantir a excelência da qualidade de seus automóveis aos clientes, a Mercedes-Benz do Brasil e o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) firmaram, no mês de março, parceria para a qualificação de mão de obra especializada na indústria automobilística.

A fábrica de Iracemápolis faz parte da estratégia da Mercedes-Benz de tornar-se líder mundial de vendas de automóveis premium até 2020. Nesse contexto, a nova planta terá um papel determinante para essa expansão global, sendo referência para outras fábricas da marca em termos de flexibilidade, eficiência e sustentabilidade no processo produtivo.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.