quarta-feira, 29 de Abril de 2015 12:00h

Ministério da Educação estende prazo para renovação do Fies

Ministro da Educação garantiu que todos os aditamentos de contrato serão concluídos

Após inúmeras reclamações dos alunos que não estão conseguindo acessar ao site SisFies, para renovar seus contratos com o governo federal, o Ministério da Educação (MEC) anunciou na última quinta-feira que estenderá o prazo para o aditamento. A data foi prorrogada para o dia 29 de maio. O ministro da educação, Renato Janine Ribeiro, garantiu a medida no programa de rádio Bom Dia, Ministro.
No anúncio, o ministro ressaltou que todos os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) serão renovados. “Ninguém deve ficar preocupado com essa história, estamos fazendo tudo para resolver as pendências”, afirma.
Mais de 1,9 milhão alunos serão beneficiados pela prorrogação do prazo. “Temos pouco mais de 200 mil alunos que não renovaram o contrato, nossos indicadores mostram que a cada dia mais casos são resolvidos”, informa. Para quem quer contratar o financiamento pela primeira vez, o prazo permanece até 30 de abril.

RECLAMAÇÕES
Em um site de reclamações já foram registradas 5.564 queixas. Nelas, os internautas reclamam do congestionamento no site, que impede os alunos de realizarem o aditamento, e pedem orientações sobre como proceder no caso.
“Sou beneficiária do Fies e necessito realizar o Aditamento de 2015. Ocorre, porém, que o site do SisFies está muito lento, impossibilitando o acesso à minha conta. Após digitar meus dados aparece na tela a mensagem que o site não está respondendo. Tendo em vista a proximidade do término do prazo (apenas seis dias), solicito orientações pois, se persistir o problema, poderei perder o direito ao benefício. Não posso ser prejudicada pelo mau funcionamento do site”, diz texto postado por uma das internautas no site.

CONTRATO
Muitos alunos que iniciaram o curso, mas querem contratar o financiamento por não terem condições financeiras de arcar com 100% da mensalidade, estão preocupados com a inconsistência no sistema. Este é o caso da estudante de psicologia Valquinele Chaves, que está no 3º período do curso e quer contratar o serviço.
Segundo a estudante, no site do MEC tem a informação de que na faculdade onde estuda existem vagas do Fies disponíveis para o seu curso, mas quando ela vai à faculdade para iniciar o processo de contratação, é informada de que não há vagas no curso para o financiamento. Ela paga R$ 785 de mensalidade e está apreensiva com a situação.
“Isso está acontecendo com várias faculdades. Eu segui todas as orientações que me deram para conseguir o financiamento, mas até hoje nada. Se eu não conseguir até o dia 30 fazer o contrato, aí eu vou ter que trancar a faculdade no final deste semestre”, lamenta Valquinele.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.