quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2015 12:43h

Ministro pede união ao setor para desenvolver o Turismo

Em discurso no Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Vinicius Lages apresentou propostas de parceria com secretarias estaduais

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, participou nesta quarta-feira (4) de uma reunião com os representantes estaduais de turismo dos estados brasileiros. No encontro, defendeu a necessidade de investimentos estratégicos que aproveitem o potencial turístico brasileiro, especialmente aqueles em que é possível elevar o número de visitantes com investimentos relativamente baixos, como parques nacionais, orlas lacustres e rios. Segundo ele, o turismo representa a nova fronteira do desenvolvimento econômico brasileiro, a exemplo do que foi o agronegócio. “O turismo tem uma alta capacidade para gerar divisas e emprego, desde que os investimentos sejam feitos da forma acertada”, disse.

Os representantes das secretarias estaduais de turismo defenderam a importância de integrar as esferas federal e estadual, assim como o setor privado, para ampliar os efeitos positivos de grandes eventos como os jogos olímpicos. De acordo com o secretário de turismo do Rio de Janeiro, Nilo Félix, a Olimpíada é um evento mais amplo que a Copa do Mundo. “E os benefícios não são apenas para o Rio de Janeiro, mas para todo o Brasil”, disse. Outro tema defendido pelos secretários foi o da criação de uma lei federal de incentivo ao turismo, a exemplo do que já ocorre para a cultura e o esporte. "Temos que levantar a bandeira do pacto pelo turismo", disse o secretário de turismo da Bahia, Nelson Peregrino.

O Fornatur é um colegiado formado pelos secretários estaduais de turismo ou presidentes de órgãos estaduais de turismo com objetivo de deliberar sobre os temas relevantes do setor. O fórum atua como órgão de assessoramento ao Ministério do Turismo. A eleição para a nova diretoria do colegiado deve acontecer no dia 11 de março.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.