quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2015 11:38h

MTur mobiliza servidores para doação de sangue

Há dois dias do começo do carnaval, voluntários marcam presença no Hemocentro de Brasília. Além de doar sangue, o grupo também se cadastrou no banco de medula óssea

As comemorações do Carnaval começaram de um modo diferente no Ministério do Turismo. O órgão convidou os servidores para doarem sangue no Hemocentro de Brasília. No total, 21 colaboradores aceitaram o chamado. Entre os participantes estava o ministro da pasta, Vinicius Lages. “Ações como esta despertam a solidariedade nas pessoas, melhoram a integração entre colaboradores e aproximam o serviço público e a sociedade”, disse Lages.

O gerente do Ciclo do Doador da Fundação Hemocentro de Brasília, Rodolfo Duarte, agradeceu o apoio. “Esse tipo de campanha em grandes corporações e instituições públicas é muito importante principalmente nesse período de Carnaval, quando precisamos reforçar o estoque”, disse Duarte. “O envolvimento de personalidades públicas como um ministro de Estado serve de inspiração para o corpo técnico”, afirmou.

No grupo de colaboradores do Turismo estavam pessoas já acostumadas com a doação e outras que estavam indo ao Hemocentro pela primeira vez. O vigilante Jonas Augusto tem até carteirinha de doador – e já doou sangue 10 vezes. “A primeira vez, quando uma prima precisou, percebi que era simples e virei doador frequente”, disse. O Hemocentro tem como meta atingir um número médio de 250 doações por dia em períodos críticos, como Carnaval, Réveillon e férias.

A campanha de Carnaval também incentiva os servidores a se candidatarem à doação de medula óssea. De acordo com informações do Hemocentro, as chances de encontrar um doador compatível são de 1 a cada 100 mil pessoas. Quanto mais voluntários, maior a probabilidade de encontrar perfis compatíveis para o transplante.

Na ocasião, máscaras de carnaval da campanha de proteção a crianças e adolescentes foram distribuídas entre os doadores. A Campanha Proteja – Não Desvie o Olhar tem por objetivo mobilizar a sociedade para a importância de prevenir e denunciar casos de violência infantil no Carnaval por meio do Disque 100.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.