sábado, 26 de Setembro de 2015 06:46h Atualizado em 26 de Setembro de 2015 às 07:02h. Thais Fernandes

Neste domingo, haverá eclipse total em Superlua, que será visível em todo o país

Raro acontecimento de eclipse lunar e Superlua ocorrerão simultaneamente neste próximo domingo

Será visto no céu da noite deste domingo (27/09), um fenômeno da natureza não muito comum, a junção dos fenômenos Superlua e o eclipse total lunar. A Superlua se dá quando a Lua atinge a fase cheia a menos de 1 hora do seu ponto mais próximo da Terra em sua órbita, ponto conhecido como Perigeu. Esse ano, nós já tivemos uma Superlua em agosto, teremos esta, que irá acontecer neste final de semana, e a última ocorrerá em outubro, porém somente a de domingo terá o eclipse.
O Brasil será privilegiado para acompanhar o evento, assim como deve ser visto na costa oeste da África e Europa, e também na costa leste dos Estados Unidos da América, mesmo que parcialmente.
O eclipse na Lua do Perigeu (nome oficial da Superlua) aconteceu pela ultima vez há mais de 30 anos, e o próximo deverá ocorrer somente daqui 18 anos, conforme registros, este “super eclipse” ocorreu nos anos de 1910, 1928, 1946, 1964 e 1982. Para a visualização do fenômeno, o ideal é estar em um local com céu limpo e de preferência horizonte aberto, não é necessário nenhum tipo de equipamento especial.
Todo eclipse lunar total, como este caso, é composto por duas fases: a penumbral e a umbral.  Na fase penumbral, a Lua escurece pouco e, às vezes, chega a passar despercebida. Somente observadores mais atentos conseguem identificar o inicio dessa fase, quando a borda da lua escurece, dando início ao eclipse, começará aproximadamente às 21h11. Na fase umbral, que começa logo após a fase penumbral, fica evidente que a lua está sendo coberta pela sombra densa do nosso planeta. Quando parece que ela perdeu um pedaço de tão escuro, é chamada de evento U1, que ocorrerá às 22h, a fase chamada de U2, que é quando a lua estiver completamente coberta, será às 23h11, onde ficará evidente a mudança da cor, ela deverá ter um tom alaranjado.
A cor da lua é influenciada pelo estado da atmosfera terrestre, se esta tiver poeira e, principalmente, cinzas vulcânicas, o tom avermelhado será acentuado, sendo esta a base dos estudos, espera-se que a lua fique com este efeito e destacado.
A fase U3 ocorre quando a lua começa a sair da sombra, deverá ocorrer a partir das 00h23 da segunda-feira, essa fase deverá durar mais de uma hora, chegando, enfim, a fase P4, fase esta que a lua já saiu totalmente da sombra terrestre, dando fim ao eclipse às 02h22.

 

Créditos: NASA/ Bill Ingalls

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.