terça-feira, 15 de Dezembro de 2015 11:12h

No 3º trimestre de 2015, abates de suínos e aves batem recordes, enquanto o abate de bovinos cai

O abate de suínos no Brasil no 3º trimestre de 2015 foi de 10,18 milhões de cabeças, registrando recorde desde que se iniciou a pesquisa, em 1997

Esse resultado representa aumentos de 5,1% em relação ao 2º trimestre de 2015 e 5,5% frente ao 3º trimestre de 2014. O abate de frangos, com 1,50 bilhão de cabeças, também foi o maior desde 1997, apresentando aumentos de 7,1% em relação ao 2º trimestre de 2015 e de 6,9% na comparação com o mesmo período de 2014. Por outro lado, o abate de bovinos (7,56 milhões de cabeças) registrou quedas de 0,9% em relação ao 2º trimestre de 2015 e de 10,8% frente ao 3º trimestre de 2014.
A produção de ovos de galinha registrou novo recorde com 749,96 milhões de dúzias, representando aumentos de 3,9% sobre o 2º trimestre de 2015 e de 4,1% sobre o 3º trimestre de 2014. A aquisição de leite cru foi de 5,98 bilhões de litros, com aumento de 6,0% sobre o registrado no 2º trimestre de 2015 e queda de 3,9% frente ao 3º trimestre de 2014. A aquisição de peças de couro cru inteiro de bovino foi de 8,09 milhões de peças, com aumento de 0,3% sobre o trimestre anterior e queda de 12,2% sobre o 3º trimestre de 2014.
Essas e outras informações estão disponíveis nos resultados do 3º trimestre de 2015 das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais; Trimestral do Leite; Trimestral do Couro e Produção de Ovos de Galinha.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.