terça-feira, 30 de Junho de 2015 14:00h

NOVO FOCUS 2016 INTRODUZ UM SISTEMA ANTICOLISÃO EM BAIXA VELOCIDADE. SAIBA COM FUNCIONA

A Ford apresentou junto com o Novo Focus Hatch 2016 um sistema que freia o carro automaticamente ao detectar uma colisão iminente

O equipamento, chamado assistente de frenagem autônomo, funciona com um sensor que monitora o trânsito à frente e é capaz de atuar em velocidades de até 50 km/h. Um vídeo, neste link, mostra o princípio do seu funcionamento.

Em velocidades de até 20 km/h, o assistente de frenagem autônomo é capaz de evitar totalmente as colisões. Em velocidades maiores, de até 50 km/h, pode evitar ou reduzir sensivelmente a severidade do impacto. O equipamento é útil em situações comuns nas cidades, como trânsito pesado, mudanças bruscas de faixa, obras na pista, má visibilidade e principalmente nas horas de rush, em que a velocidade do tráfego raramente excede esse limite.

O sistema conta com um sensor óptico de proximidade instalado no para-brisa, chamado LIDAR - sensor de detecção de distância por reflexão de luz. Como um radar, ele mede a distância do objeto à frente pela diferença de tempo entre a emissão de um pulso laser e a detecção do sinal refletido. Para tanto, usa elementos reflexivos da traseira dos veículos, como placa, lanternas, brake-light e refletores de para-choque.

Se o sensor percebe que o motorista está se aproximando do veículo da frente muito rápido e a distância entre ambos se reduz drasticamente, sem que o motorista tome nenhuma ação, aciona os freios automaticamente. Quando isso acontece, uma mensagem no painel informa que ele entrou em operação. O motorista tem a opção de desativar o sistema, se achar necessário.

"É um sistema inteligente, que ajuda o motorista a dirigir de forma mais segura e a reagir a situações inesperadas no trânsito", explica Luiz Morroni, diretor de Novos Programas de Engenharia da Ford. "O Novo Focus é o primeiro carro da Ford a oferecer esse equipamento no Brasil, com o conteúdo mais avançado de tecnologia e o melhor custo-benefício da categoria."

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.