quarta-feira, 4 de Novembro de 2015 12:57h

Pacto mobiliza sociedade pela alimentação saudável

Decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff na terça (3) foi publicado hoje no Diário Oficial da União. Objetivo é mobilizar estados, municípios, sociedade civil, organismos internacionais e setor privado em torno do combate ao sobrepeso e à obesidade

“Precisamos enfrentar essa epidemia decorrente da má alimentação. Queremos proporcionar aos brasileiros hábitos alimentares saudáveis, essa é nossa meta principal, meu compromisso”, destacou na terça-feira (3) a presidenta Dilma Rousseff. Ela participou da abertura da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, em Brasília. A presidenta assinou o decreto que institui o Pacto Nacional pela Alimentação Saudável, publicado hoje (4) no Diário Oficial da União. O documento prevê a promoção do consumo de alimentos saudáveis e adequados e a ampliação das condições de oferta e disponibilidade desses alimentos para combater o sobrepeso, a obesidade e as doenças decorrentes da má alimentação da população brasileira.

Dilma Rousseff ressaltou que a assinatura do decreto é o primeiro passo para uma parceria ainda mais sólida com os estados e a sociedade nessa agenda. “Queremos comida de verdade, que promova saúde, qualidade de vida, que dê prazer, que valorize nossas tradições, culturas alimentares diferenciadas e que seja um reconhecimento da sociobiodiversidade do nosso país.”

O governo do Distrito Federal foi a primeira unidade da federação a aderir ao Pacto, por meio de a cordo de cooperação assinado entre a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. "Temos o compromisso de avançar nessa agenda da segurança alimentar, transformando Brasília em um grande pólo da agricultura orgânica e incentivando o sistema de compras públicas da agricultura familiar, por exemplo, para a merenda das nossas escolas", afirmou Rollemberg.

Reforço – Para promover a alimentação saudável, o governo federal está redirecionando as políticas que foram sucesso no combate à fome, como o acesso à merenda escolar e o incentivo à agricultura familiar por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Por meio do Pacto, haverá incentivos à produção de alimentos orgânicos, agroecológicos e da agricultura familiar, para assegurar a oferta regional e local.

Ainda serão promovidas campanhas de esclarecimento da população sobre a importância de hábitos alimentares saudáveis e atu ar no ambiente escolar, no sistema de saúde e nos equipamentos de alimentação.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.