segunda-feira, 30 de Novembro de 2015 13:47h Atualizado em 30 de Novembro de 2015 às 13:55h. Agência Brasil

Pezão nega irregularidade na concessão de carteirinha à mulher de banqueiro

Após a mulher do banqueiro André Esteves, preso na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), Lílian Esteves

Após a mulher do banqueiro André Esteves, preso na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), Lílian Esteves, levar bacalhau para o marido na cadeia, o governador Luiz Fernando Pezão disse hoje (30) que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) “dá o aval para todos que os procuram para emitir a carteirinha [de visitante do presídio]”. No entanto, o governador não deu explicações sobre a rapidez na emissão do documento, que costumar demorar até três meses para ser liberado.

Neste sábado (28), 138 detentos de Bangu 8, também conhecido como “cadeia vip”, almoçaram o cardápio normal do presídio, mas o ex-presidente do banco BTG Pactual desfrutou de um prato de um dos restaurantes mais caros do Rio, o Antiquarius, no Leblon, zona sul da capital fluminense. Graças à carteirinha de visitante concedida pela secretaria na sexta-feira (27) à Lílian Esteves, um dia após o marido ser transferido para a penitenciária, ela pôde entrar na instituição com o prato, que não faz parte do cardápio oficial dos presos.

Em nota, a Seap informou que a licença para visitação concedida à mulher do interno cumpriu todos os ritos rotineiros do órgão. “Tal procedimento é franqueado a todo cidadão que solicite audiência ou compareça ao gabinete do secretário de Estado de Administração Penitenciária, coronel PM Erir Ribeiro Costa Filho, mediante documentação exigida”.

Quanto à alimentação, a secretaria respondeu apenas que os alimentos encaminhados aos detentos devem estar embalados em refratários transparentes. “Toda a alimentação que chega por meio de visitantes passa por revista realizada por agentes de segurança das unidades. Cada visitante tem o direito de levar duas bolsas contendo alimentos.”

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, aceitou denúncia do Ministério Público Federal contra o banqueiro, neste domingo (29), passando a prisão temporária para preventiva, por tempo indeterminado.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.