segunda-feira, 6 de Julho de 2015 11:16h

‘Por do Sol do Jacaré’ acontece todos os dias em Cabedelo, afirma presidente da PBTur

Os novos equipamentos que serão executados no projeto da praia do Jacaré foram apresentados nesta sexta-feira (3) durante entrevista coletiva no auditório da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur)

A apresentação foi realizada pelo secretário de Turismo de Cabedelo, Omar Gama, e foi acompanhada pelos representantes do Governo do Estado ( PBTur, Cagepa, Sudema e DER), Capitania dos Portos  entre outras entidades e o trade turístico.

Omar Gama afirmou categoricamente que o produto turístico “Por do Sol do Jacaré” continua a ser oferecido aos visitantes. “O que foi retirado foram os quatros bares que foram construídos e funcionavam sobre o leito do rio. O músico Jurandy do Sax continua fazendo suas apresentações diárias sem qualquer prejuízo”,  garantiu.

Por sua vez, a presidente da PBTur, Ruth Avelino, informou que os órgãos estaduais do Meio Ambiente do Estado, como a Cagepa e Sudema, estão envolvidos na execução do projeto. Ela destacou que a via de acesso que sai da BR-230 até o Parque Turístico do Jacaré, será duplicada. “O por do Sol é um produto estruturado que já é comercializado pelas operadoras de turismo. O que está ocorrendo é uma reestruturação. O sol, o rio e o músico Jurandy do Sax estão lá todos os dias”, declarou a executiva paraibana.

Reestruturação - De acordo com o secretário de Turismo de Cabedelo, Omar Gama, a reestruturação da área tem o como foco principal implementar um plano turístico visando o desenvolvimento sustentável do meio ambiente.  O parque, que deverá se concluído em até dois anos, permitirá o funcionamento dos equipamentos durante todo o dia.

“Ele não será somente transformado em parque aberto ao público. No local teremos uma praça de eventos, mercado de artesanato, áreas destinadas a restaurantes, comidas típicas, praça de eventos, além de passeios ecológicos guiados centro de apoio ao turista e blocos de lanchonetes, estacionamento” explicou Gama.

O Projeto prevê que os embarques e desembarques dos turistas dos equipamentos náuticos se dará através de dois píers públicos construídos sob a lâmina d´água. Ele explicou que a execução será realizada em três etapas, a primeira etapa deverá ser entregue nos próximos quatro meses.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.