terça-feira, 11 de Agosto de 2015 14:13h

Safra de grãos atual atinge 208,8 milhões de toneladas

A produção de grãos no Brasil chega a 208,8 milhões de toneladas, batendo novo recorde

O aumento de 7,9% ou 15,2 milhões de toneladas supera a produção de 2013/14, de 193,62 milhões de toneladas. Os números estão no 11º levantamento da safra, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta terça-feira (11).

O crescimento se deve, sobretudo, ao ganho de produtividade do milho segunda safra, registrado em quase todos os estados produtores, principalmente nos do Centro-Oeste e no Paraná. A estimativa é de 54 milhões de t, com aumento de 11,6% a mais que em 2013/2014. Com relação ao último levantamento, houve um acréscimo de 2,5 milhões de t. Já a produção de soja deve alcançar 96,2 milhões de toneladas, marcando 11,7% a mais que as 86,1 milhões da safra anterior.

Já os números de área registram 57,8 milhões de hectares, com correção nas culturas de inverno, de milho segunda safra e feijão terceira safra frente ao levantamento do mês passado. Para as áreas de inverno, cujo plantio está em estágio final, ainda não há definição do total plantado. A área de plantio das principais culturas é de 1,3% maior que a da safra 2013/14, com um aumento de 732,8 mil ha.

Inmet – No mesmo evento de divulgação da safra de grãos, a Conab formalizou a assinatura de um acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para aperfeiçoar os métodos e ferramentas de monitoramento agrícola agrometeorológico. A cooperação viabiliza a manutenção e gestão conjunta do Laboratório de Análise, Tratamento e Elaboração de Produtos de Imagens de Satélites (LATIS) para o desenvolvimento de produtos derivados de estações meteorológicas e dados de satélites, em apoio a projetos na área agrícola.

“A soma de esforços possibilitará o avanço em estudos que auxiliam na estimativa de produtividade, e poderá trazer dados com maior qualidade de previsões sobre o comportamento sazonal do clima. Com isso, teremos informações cada vez mais confiáveis à sociedade e que influirão construtivamente na tomada de decisão”, ressalta o diretor de Política Agrícola e Informações João Marcelo Intini.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.