sexta-feira, 14 de Agosto de 2015 13:17h

Safra mineira de grãos é de 11,7 milhões de toneladas

Aumento da produtividade e melhoria das condições climáticas garantiram o resultado

A produção mineira de grãos, na safra 2014/2015, deve ser de 11,7 milhões de toneladas, volume próximo ao recorde obtido na safra 2012/ 2013, quando a produção de grãos do estado atingiu 12,1 milhões de toneladas. Os dados fazem parte do 11º Levantamento de Safra da Conab, divulgado nesta semana.

Segundo o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz, os resultados são positivos, tendo em vista as adversidades climáticas e os longos períodos sem chuva enfrentados pelos produtores. “O levantamento da Conab indica que houve uma compensação entre as regiões produtoras. Houve um aumento da produtividade na maioria das regiões produtoras, mesmo naquelas onde houve queda na produção e isso acabou contribuindo para o saldo positivo final”, avalia.

As regiões do Rio Doce, Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba, Noroeste, Norte e vales do Jequitinhonha e Mucuri apresentaram resultado negativo em relação ao volume produzido na safra anterior. O aumento na produção foi verificado no Centro-Oeste, Sul de Minas, Central e Zona da Mata. Os principais municípios produtores de grãos são Uberaba (309 mil toneladas), Unaí (297 mil), Paracatu (226 mil), Buritis (225,7 mil) e Perdizes (218,7 mil).

Milho

O aumento da produção do milho na 2ª safra, também conhecida como milho safrinha, contribuiu para minimizar o impacto na produção total do grão, que registrou queda de 1,2%, totalizando 6,8 milhões de toneladas. Plantada no período de janeiro a março e colhida entre maio e agosto, a segunda safra se beneficiou da melhoria nas condições climáticas. “Minas vem mantendo a tendência em relação ao aumento do cultivo do milho safrinha que, atualmente, responde por 20% do grão cultivado no estado. No Brasil, por exemplo, ele corresponde a 64%. Garantir a produção de milho em dois períodos do ano é fundamental para assegurar o abastecimento do grão para a pecuária”, explica João Cruz.

No período de plantio, os produtores optaram por aumentar a área da soja em relação ao milho de primeira safra. O resultado foi crescimento de 5,4% no volume, saindo de 3,3 milhões para 3,5 milhões de toneladas. A soja é o segundo grão em importância na safra mineira, correspondendo a 30% da produção total de grãos.

Apesar de ser boa opção para as regiões do semiárido mineiro, o cultivo do sorgo nas regiões Norte e Vales do Jequitinhonha e Mucuri tem pouco impacto na produção do estado. Ainda assim, o Norte de Minas registrou crescimento de 20% na produção em relação à safra anterior, passando para 7,9 mil toneladas. Já os vales do Jequitinhonha e Mucuri alcançaram 82 toneladas, registrando aumento de 267% em relação à safra passada.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.