segunda-feira, 20 de Abril de 2015 09:21h

SALÃO DE MILÃO: FORD EXIBE VELEIRO, GUITARRA E MESA DE PEBOLIM INSPIRADOS NO FORD GT

A Ford escolheu um dos eventos de design mais importantes do mundo, o Salão do Móvel de Milão, na Itália, para exibir o talento e a criatividade de seus designers globais

A exposição, aberta esta semana, traz vários objetos inspirados no novo Ford GT, incluindo um barco a vela, uma guitarra e uma mesa de pebolim - esta última criada por um brasileiro, cujo trabalho pode ser visto no vídeo neste link, em inglês.

            As peças foram desenhadas nos estúdios globais da Ford, seguindo a mesma filosofia que orientou o desenvolvimento do interior do Ford GT. Ou seja: clareza de intenção, com foco nas áreas de funcionalidade; inovação, ampliando os limites dos projetos; e conexão com o usuário por meio de uma tecnologia mais compacta e intuitiva.

            "Temos uma quantidade incrível de talentos em nossos estúdios globais e o público raramente vê mais de 10% do trabalho que acontece dentro deles", diz Moray Callum, vice-presidente de Design da Ford. "Esta é uma oportunidade de compartilhar um pouco da criatividade da nossa equipe e, ao mesmo tempo, dar aos nossos designers a oportunidade de ir além do trabalho diário e se expor a novas ideias que vão inspirar futuros projetos da Ford."

O novo Ford GT é também uma vitrine de tecnologias que incluem o motor turbo EcoBoost de alto desempenho e a carroceria leve e aerodinâmica de fibra de carbono. "Nos últimos anos, ganhamos um impulso incrível em nossos projetos", continua Callum. "À medida que avançamos, precisamos evoluir para continuar a oferecer soluções empolgantes e originais. O Ford GT é um exemplo de projeto que se baseia no DNA existente e o leva além."

Mesa de pebolim
A mesa de pebolim exposta no salão foi criada pelo brasileiro Rafael Rego, designer de interiores que trabalha no estúdio da Ford em Dearborn, EUA, e é apaixonado por futebol. Antes disso, ele atuou no estúdio da Ford em Camaçari, na Bahia. "Eu sempre pensei em criar vários produtos e um dos que mais despertam a minha paixão é a mesa de pebolim", conta.

O primeiro passo foi criar um gramado sintético de verdade. Outro elemento é a cobertura curva de acrílico transparente, que cria a perspectiva de um estádio real. "A proposta foi criar um design limpo, de forma que os jogadores não impeçam a visão do campo sob qualquer ângulo. E também eficiente: os jogadores podem dar chutes potentes de até 40 km/h. Eu quis criar elementos que realmente enriquecessem a experiência de jogo", explica o designer.

Instalação e tendências
A mostra da Ford inclui também objetos mais tradicionais de mobiliário, como uma luminária flutuante, um alto-falante wi-fi e duas interpretações de móveis de sala. Todos usam soluções de design semelhantes para criar uma identidade.

Em parceria com o arquiteto Attilio Stocchi e a Federlegno Arredo Eventi, a Ford trabalhou em outra experiência inovadora no "Salone del Mobile", a "Favilla, Cada Luz uma Voz", também inspirada do novo Ford GT. A instalação se desenvolve dentro de duas grandes caixas. A primeira examina a ciência da luz, com um show deslumbrante de reflexos, como no interior de uma rocha de cristais. A segunda foi criada pelo estúdio de animação interno da Ford para dar aos visitantes uma experiência única e envolvente de como o design da Ford molda a forma e a função dos produtos.

Outra ação da Ford no salão é um debate sobre tendências de design. No Relatório de Tendências 2015, estudo anual que a empresa faz para mapear as mudanças dos consumidores em relação à mobilidade e outras áreas, os especialistas apontam a negociação de privacidade como a troca entre as informações que os consumidores desejam compartilhar e os benefícios que recebem. A discussão tem como foco a importância de compreender e interpretar os limites do espaço pessoal para oferecer a melhor experiência ao consumidor, tanto no campo físico como no digital.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.