terça-feira, 13 de Outubro de 2015 11:59h Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

Taxa de juros em empréstimos é a maior desde junho de 2009, diz Anefac

Em setembro, a taxa média de juros cobrada em empréstimos chegou a 131,1% ao ano

Em setembro, a taxa média de juros cobrada em empréstimos chegou a 131,1% ao ano, alta de 1,26% na comparação com agosto, segundo dados da Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).  É a maior taxa desde junho de 2009.

A Anefac verificou elevação nas taxas em seis modalidades de crédito para pessoa física (juros do comércio, cartão de crédito rotativo, cheque especial, CDC-bancos-financiamento de veículos, empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeiras). Em relação ao rotativo do cartão de crédito, a taxa chegou a 13,59% (361,40% ao ano) em setembro,  alta de 1,65% em relação agosto. O maior juro cobrado desde março de 1996.

A maior correção foi verificada no financiamento de automóveis que ficou 2,70% mais caro no mês.

A pesquisa aponta ainda alta nos três tipos de financiamento às empresas. A taxa de juros média subiu 0,73% em setembro em relação a agosto, passando de 4,09% ao mês para 4,12% (62,33% ao ano), sendo a maior taxa de juros desde maio de 2009.

De acordo com a Anefac, a taxa básica de juros (Selic) teve alta de sete pontos percentuais no período de março de 2013 a setembro de 2015, de 7,25% ao ano (janeiro de 2013) para 14,25% ao ano (setembro de 2015). Para a Anefac, as taxas de juros sobre as operações de crédito vão continuar elevadas pelos próximos meses "tendo em vista o cenário econômico atual que aumenta o risco de elevação dos índices de inadimplência".

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.