segunda-feira, 30 de Março de 2015 11:42h

Turistas movimentam R$ 93 milhões em festival Lollapalooza

Autódromo de Interlagos, local onde foi realizado o evento, foi considerado ótimo para 85% do público. Espaço foi reformado com recursos do Ministério do Turismo

Um dos maiores festivais de música do país, o Lollapalooza movimentou o turismo em São Paulo este fim de semana.  Mais da metade das 136 mil pessoas vieram de fora da capital paulista. De acordo com pesquisa realizada pelo Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas da empresa municipal São Paulo Turismo (SPTuris), os turistas foram responsáveis por mais de R$ 93 milhões de movimentação econômica com gastos na cidade em hospedagem, alimentação e outros.

Outro grande atrativo para os visitantes foram os bares e baladas paulistanos: 73% dos jovens que assistiram às apresentações também aproveitaram para frequentar a vida noturna da metrópole.

Os turistas ficaram em média 2,3 dias na capital e gastaram cerca de R$ 1.659 no período, 176% a mais do que o registrado no último levantamento, feito em 2013. Já o gasto médio durante o evento foi de R$ 136. Além disso, a taxa de ocupação média dos hostels pesquisados para este final de semana foi de 95,5%.

Outro dado relevante foi a aprovação do público em relação ao local do evento: 85,3% disseram que o Autódromo de Interlagos é um ótimo local para o festival. O espaço foi reformado com repasse de R$ 160,8 milhões do Ministério do Turismo, em agosto de 2013. “O setor de eventos é uma das plataformas de aceleração do crescimento do Turismo”, diz o ministro Vinicius Lages.

De acordo com pesquisa Global Entertainment and Media Outlook 2014-2018, da consultoria PwC, o consumo de shows no Brasil deve crescer 39% até 2018, de forma a alcançar R$ 496 milhões. Se considerada a publicidade, o montante sobe para R$ 616 milhões.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.