sábado, 7 de Fevereiro de 2015 05:32h Atualizado em 7 de Fevereiro de 2015 às 05:34h.

Volta às Aulas: Cuidado com o Peso das Mochilas

Com retorno às aulas, os pais devem redobrar a atenção na hora de fazer a mochila das crianças

A indicação de especialistas em saúde é não exagerar na quantidade de livros, cadernos e outros materiais. O ortopedista Edmundo Vasconcelos, Agnaldo de Oliveira Junior, reforça que o excesso de peso pode acarretar problemas de saúde. “Dificilmente, isso provocará alguma dor imediata na coluna da criança ou do adolescente. As consequências surgem tempos depois.”
Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de 80% das pessoas têm, tiveram ou terão um dia dores nas costas provocadas por problemas de coluna. “Podemos dizer que as áreas que mais são afetadas são as articulações e a musculatura da coluna, favorecendo a lordose, o aumento anormal da curvatura lombar e a escoliose, incluindo o desvio lateral da coluna.” A fim de evitar esse tipo de problema, o médico afirma que as crianças e os adolescentes não devem carregar mais que 10% do seu peso corporal.
Levar a mochila de forma que as alças fiquem apoiadas nos dois ombros, deixando a bolsa na região mais alta e central das costas, é a maneira mais correta. As opções com rodinhas são uma boa alternativa para o problema de sobrepeso, mas também devem ser utilizadas com cautela. “Puxar a mochila somente com um braço é algo que costuma forçar o ombro e torcer o corpo. O adequado é alternar os lados utilizados, para conduzi-la ou levá-la na frente do corpo.”
Caso haja alguma queixa de dor, o Dr. Agnaldo orienta procurar ajuda médica. Sessões de fisioterapia e RPG podem ajudar a reforçar a musculatura e a corrigir a postura dos estudantes. “É muito importante que os pais fiquem atentos a reclamações de dores nas costas e desvio da coluna para que a criança receba orientação de um especialista”, ressalta.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.