segunda-feira, 7 de Outubro de 2019 09:08h Portal G37

Homem que matou mulher a facadas em Pitangui se entrega à Polícia após ameaçar se matar.

O homem de 36 anos, suspeito de matar a facadas a ex-companheira de 45 anos, no último domingo (29), na cidade de Pitangui, se entregou à Polícia na tarde dessa sexta-feira (4), após ameaçar se matar. Foram mais de cinco horas de negociação. Ele chegou a se esfaquear durante a ação na Rua Geraldo Alves de Campos, no bairro Nossa Senhora de Fátima.

 

Uma equipe da PM, sabendo de um mandado de prisão em aberto, em desfavor do autor, se deslocou até o local e deparou com o suspeito no 3° andar do imóvel (terraço). Ao iniciar As conversas com o homem, ele não acatou as ordens dos militares, e com a faca que portava desferiu dois golpes contra seu próprio abdômen.

 

Ainda no local, o autor não se rendeu as ordens, e iniciou um processo de resolução de incidente crítico, haja vista que ele dizia a todo o momento que não iria se entregar, e só sairia morto do imóvel.

 

De imediato foi acionada a PM do 60º Batalhão de Nova Serrana, juntamente com a equipe especializada neste tipo de ocorrência e um negociador.

 

Estabelecidos todos os protocolos pertinentes ao caso de incidente crítico, tais como, contenção do perímetro, interno e externo, alocação dos recursos de socorro de forma estratégica, e, sobretudo intensa conversa e negociação.

 

Por meio da negociação e cumprimento dos protocolos, foi possível solucionar o caso, momento em que o autor foi  convencido a soltar a faca que portava, tendo a equipe de socorristas do G3 e do SAMU OESTE, juntamente com o negociador, aproximado e realizado a prisão e socorro imediato ao autor, sendo assim preservada a vida, e cumprido a lei.

 

O homem foi encaminhado para o Hospital de Pitangui, onde recebeu atendimentos e passa por procedimentos médicos. Ele segue sob escolta da PM.

 

O caso

 

O homem é acusado de matar sua ex-companheira, de 45 anos, no último domingo (29), no bairro Santa Rita. O caso foi divulgado pelo JC Notícias.

 

Uma adolescente de 17 anos, moradora do segundo andar da residência onde ocorreu o crime, contou a Polícia Militar que ouviu alguns barulhos e visualizou o autor de 36 anos, ex-companheiro da vítima Ana Cristina Gonçalves Chaves, de 45 anos, saindo da casa.

As testemunhas desceram as escadas e foram até a casa de Ana Cristina, onde a encontrou deitada no chão, sem sinais vitais e com uma faca cravada em seu tórax.

Perícia da Polícia Civil compareceu ao local e realizou seus trabalhos de praxe. O autor se separou recentemente da vítima e possui registros de agressão e ameaças contra ela, conforme boletins de ocorrência.

 

 

 

 

Fonte - www.jcnoticias.com.br

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.