quarta-feira, 11 de Janeiro de 2012 17:32h Atualizado em 12 de Janeiro de 2012 às 15:20h. Paulo Reis

Acidente mata três e deixa seis pessoas feridas na BR-262

Os passageiros vinham de Luz para se consultarem em Divinópolis

Um grave acidente envolvendo uma carreta e uma van, na manhã de ontem (11), deixou três pessoas mortas e feriu outras seis na BR-262, próximo a cidade de Luz.
O sinistro ocorreu no KM 518. Segundo testemunhas que passavam pelo local a carreta que seguia no sentido Belo Horizonte / Araxá invadiu a contramão e bateu de frente com a van da Prefeitura de Luz que transportava pessoas que realizariam consultas em um dos hospitais de Divinópolis.
Os sobreviventes foram levados para o Pronto Socorro de Luz. Na van estavam nove passageiros e o motorista. O condutor foi atendido, mas não teve ferimentos graves. Cinco pessoas permanecem na unidade em observação e uma idosa, em estado grave, foi direcionada ao Hospital João de Deus, em Divinópolis. O caminhoneiro também não ficou ferido.
A batida destruiu a van, que foi projetada para o acostamento da pista, à margem esquerda da BR-262, sentido Araxá / Belo Horizonte. O trânsito não foi afetado pelo acidente. Os passageiros eram todos moradores da cidade de Luz.
Motoristas que pararam no local demonstraram revolta contra o condutor da carreta, e diretamente o acusaram pelas mortes.
Conforme relato divulgado pela Polícia Rodoviária Federal, por volta de 9h, a ocorrência ainda estava em andamento. Foi priorizado o atendimento às vítimas e liberação da pista e em seguida foi avaliada a postura do caminhoneiro.
Os mortos no acidente são Valdir Antônio de Lima, de 57 anos, Antônia Gontijo Camargos, de 58, Joice Rodrigues Miranda, de 23. Os acidentes no trecho da BR-262 que corta Luz têm preocupado o governo e moradores da cidade.
De acordo com José Márcio Zanardi, secretário de Saúde municipal, na última semana foram computados graves ocorrências com vítimas. “Estamos vivendo situação de calamidade. O município não tem suporte para atender politraumatizados e vítimas graves. Não temos ambulâncias suficientes. As vítimas graves são levadas para Hospital São João de Deus, em Divinópolis, ou João XXIII em Belo Horizonte. Isso gera outro problema que é arrumar vaga nessas unidades”.
Ainda conforme o secretário, o prefeito de Luz, Agostinho Carlos Oliveira, irá pedir uma audiência com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) para falar sobre o perigo na BR-262, já que “a estrada está mal sinalizada e se chover é certeza de acidente", reafirmou José Márcio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.