quinta-feira, 30 de Junho de 2016 13:21h Carina Lelles

Adolescente é suspeito de homicídio na comunidade do Choro

Ele teria disparado três vezes contra Ricardo Oliveira Campos, no final de maio, após um desentendimento. A dupla iria cometer um assalto na zona rural de Divinópolis

POR CARINA LELLES

carina.lelles@gazetaoeste.com.br

 

Já está acautelado no Centro Socioeducativo um adolescente, de 16 anos, suspeito de matar a tiros Ricardo Oliveira Campos há cerca de um mês, na comunidade do Choro, zona rural de Divinópolis. A Polícia Civil investiga agora a possível participação de outras pessoas no crime.

De acordo com a Delegada responsável pelo caso, Angelita Soares, o adolescente, durante oitivas, confessou o crime. Ele estava de posse do celular de Ricardo e ainda confessou ter vendido a caminhonete da vítima no mesmo dia do crime. “Fizemos várias diligências, ouvimos familiares e testemunhas, e conseguimos chegar ao autor do crime. Tivemos informações de que o autor do crime estaria com o celular da vítima e realmente ele estava com o celular e confessou o crime”.

 

 

 

Ainda de acordo com a Delegada, o adolescente contou que ele e Ricardo estavam planejando um assalto na comunidade do Choro e tiveram um desentendimento. “Durante o trajeto até o sítio que seria o alvo do assalto, Ricardo teria pedido ao autor para descer da caminhonete em que estavam e tirar alguns galhos que estavam na estrada. O autor disse que ficou receoso com o pedido de Ricardo, pensando que ele queria matá-lo. O autor então atirou três vezes contra a vítima”.

 

 

Angelita ainda conta que o adolescente tirou Ricardo ferido, mas ainda vivo, de dentro da caminhonete, o arrastou até mais próximo de uma mata e o deixou agonizando até a morte. “O autor disse que fugiu na caminhonete da vítima, levando ainda o celular de Ricardo. O adolescente vendeu a caminhonete por R$3 mil, no bairro Candidés, em Divinópolis. Já temos um suspeito de ter comprado o veículo, mas não podemos revelar mais informações para não atrapalhar as investigações”. O veículo ainda não foi localizado.

 

 

 

O adolescente foi apreendido com um revólver calibre 38 e é o mesmo calibre dos disparos que mataram Ricardo. “Ele negou o envolvimento de outras pessoas, mas ainda estamos investigando. Tem algo mais envolvido por trás deste crime, mas que o adolescente é o autor não me resta dúvida”, finaliza a Delegada.

 

 

 

O crime

Ricardo Oliveira Campos, de 27 anos, foi morto a tiros em uma estrada vicinal na comunidade do Choro, zona rural de Divinópolis. O corpo foi localizado, na manhã de domingo (23), por um ciclista que passava pelo local.

De acordo com a Polícia Militar, o ciclista, de 33 anos, fazia trilha e quando passou pela estrada Quebra Molas, viu o corpo de Ricardo Oliveira Campos caído no local e seminu. A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil foram acionadas.

 

 

 

O perito constatou duas perfurações no antebraço e outra no pescoço. Ainda de acordo com a Polícia Militar, um morador da região disse que, na noite de sábado, ouviu estampidos de arma de fogo e dois carros passando pelo local.

A vítima possui passagens por furto, tráfico de drogas e desobediência. Além disso, segundo a Polícia Militar, é suspeita de envolvimento em explosões de caixas eletrônicos. O suspeito do crime também possui passagens por roubo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.