sábado, 22 de Agosto de 2015 04:17h Atualizado em 22 de Agosto de 2015 às 04:18h. Carina Lelles

Adolescente passa dias escondido em mata após latrocínio

Foi apreendido na tarde de ontem o adolescente suspeito de atirar e matar um comerciante durante um assalto em Cláudio

Desde a noite do crime, na terça-feira, o adolescente estava escondido dentro de um buraco em uma mata.
De acordo com a Polícia Militar, o adolescente, de 14 anos, passou três dias e duas noites dentro de uma voçoroca do bairro Santa Cruz. As Polícias Civil e Militar já tinham conhecimento do fato, mas não sabiam a localização exata.
Desde a quinta-feira, o local estava cercado por policiais e pela população, que ficou comovida com a brutalidade do crime e exigia justiça, impedindo o adolescente de sair e se alimentar e beber água. O pai do infrator ajudou a manter contato com o suspeito para que ele se entregasse.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, argumentos como o ataque de gangues inimigas ao jovem, que poderiam matá-lo e ainda a questão de ataques por insetos como carrapatos e animais peçonhentos, foram utilizados para que o adolescente se entregasse.
Visivelmente debilitado, o adolescente se entregou e foi levado para a Delegacia, onde prestou depoimento para o Delegado, Carlos Henrique Gomes Bueno, durante toda a tarde e logo em seguida, foi levado para o Centro Socieducativo em Divinópolis, onde ficará acautelado até a decisão judicial.

Crime
Lindolfo Resende, de 49 anos, foi baleado no peito em um assalto na mercearia em que é proprietário na noite da última terça-feira. As câmeras de vigilância gravaram toda a ação e mostraram que a vítima não reagiu e que o adolescente chegou atirando, enquanto a comparsa, também adolescente, pegava todo o dinheiro do caixa. A dupla fugiu, levando R$60 em dinheiro e a vítima chegou a ser socorrida, mas morreu antes mesmo de chegar ao hospital.
A adolescente, de 16 anos, foi apreendida na manhã de quinta-feira em uma casa na Avenida Araguaia, no Centro de Cláudio. De acordo com a Polícia Militar, a suspeita foi encontrada debaixo da cama e se preparava para fugir para o Estado de São Paulo.
Ainda de acordo com a Polícia Militar, ao ser apreendida, a adolescente disse que ela e o outro adolescente, de 14 anos, cometeram o crime para pagar dívidas relacionadas ao tráfico de drogas. Ela afirmou que os dois estão sendo ameaçados por traficantes e que pediu ao comparsa para não matar a vítima.

 


Crédito: Divulgação PM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.