quinta-feira, 22 de Novembro de 2012 14:27h Gazeta do Oeste

Após forte temporal, município no Rio Doce decreta estado de emergência

Dois distritos da cidade de Itabirinha, na Região do Rio Doce, em Minas Gerais, foram atingidos por um forte temporal na madrugada desta quinta-feira. Devido aos danos causados pela chuva, o município decretou estado de emergência. No estado, outras seis cidades também estão em situação semelhante.

De acordo com o prefeito Aurélio César, cerca de 150 casas foram atingidas. Outros seis munícipios também. “O fato aconteceu em dois distritos de Boa União e Nova União, bem perto da cidade, só a 18 km de distância. O pessoal foi surpreendido por uma tromba d'água localizada, que atingiu os distritos. Realmente não deu para salvar quase nada. A água chegou a atingir um metro e meio de altura. Isso é inédito”, disse.

Populares e equipes da Defesa Civil trabalharam para contornar a situação de emergência. O prefeito afirmou que a cidade aguarda ajuda da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil. “Já recebemos alguns objetos de Governador Valadares, como colchão, cobertor e produtos de primeira necessidade. Mas as pessoas perderam muitas coisas. Estamos aguardando ajuda, que deve chegar em breve”.

Além das residências atingidas, as águas destruíram pontes de estradas vicinais próximas aos distritos. “Agora vamos tomar as medidas cabíveis para reparar os danos materiais. Três pontes e um calçamento foram danificados. Mas, mesmo com isso, as pessoas não estão isoladas. Há outros caminhos acessíveis”, relatou o prefeito.

César contou também que a maioria das pessoas atingidas já retornou às residências. “Cerca de seis casas foram destruídas. Disponibilizamos uma quadra coberta e a unidade de saúde para essas pessoas passarem a noite. Algumas foram também para a casa de parentes.

Além de Itabirinha, os municípios de Senador Firmino, Itanhomi, Bambuí, Centro Oeste, Paula Cândido, Itaobim e Almenara. Neste ano, foram registrados 12 mortes decorrentes das chuvas. Sete pessoas ficaram feridas, 61 foram desabrigadas e 36 desalojadas. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.