quarta-feira, 22 de Agosto de 2012 15:05h Camila Caetano

Aspirantes escrivães para a Polícia Civil de Minas são preparados em Curso de formação

O primeiro curso com exigência do nível superior de escolaridade para a carreira de escrivão da Polícia Civil de Minas Gerais está sendo realizado desde julho, com previsão de término em outubro. Ao total são duzentos e noventa e oito aspirantes, sendo registradas 12.609 inscrições.

 


A expectativa é que sejam convocados inicialmente 205 candidatos, melhorando assim o atendimento nas delegacias e em consequência maior segurança às regiões para as quais serão designados.

 


Além disso, o chefe de gabinete da Polícia Civil, Jésus Trindade, em entrevista anterior afirmou que realmente “há uma consciência do Governo de Minas Gerais de que a Polícia Civil sofre de um desgaste histórico de investimento. Então, agora o Governador e o novo secretário do Estado de Defesa Social que apóia a chefia da Polícia Civil já nos prometem uma reestruturação de diversos pontos, que não acontece somente aqui em Divinópolis”.

 


Assim, já está confirmado que até o começo próximo ano um número maior de funcionários estarão nas Delegacias, entre delegados e escrivães, com mais de 200 delegados no estado de Minas Gerais em exercício, e o mesmo número de escrivães ainda neste segundo semestre, ocasionando um alívio nas atividades da Polícia Civil, como nas investigações, tão importantes nos processos jurídicos. “A investigação é fundamental para a política de Segurança Pública, o que inclui então uma série de novas tecnologias, que vamos trazer da matriz, da capital”, conclui Jésus Trindade.
A última etapa acontecerá no dia 22 outubro, assim, os aprovados serão nomeados e designados para as comarcas previstas. A remuneração inicial para a carreira de escrivão de polícia é de R$ 2.041,72.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.