sexta-feira, 30 de Setembro de 2011 10:09h Atualizado em 30 de Setembro de 2011 às 10:18h. Paulo Reis

Assaltantes invadem casa lotérica no Porto Velho

Alarme impede criminosos de concretizar roubo

Dois homens com capacetes invadiram uma casa lotérica por volta do 12h de ontem (29) no bairro Porto Velho. Segundo os pedestres que passavam pelo local a moto com os suspeitos descia a rua Goiás sentido Centro quando o condutor parou na esquina  da rua Joaquim Nabuco. O carona desceu do veículo e invadiu a lotérica, no momento, o local estava vazio, mas as lojas comerciais próximas estavam cheias.


De acordo com uma testemunha, que estava numa dessas lojas, a ação foi muito rápida: um dos suspeitos entrou rendeu os funcionários e começou a quebrar os vidros do balcão de atendimento. Com essa atitude o próprio assaltante se assustou ao perceber o alarme ser acionado. De imediato ele saiu da loteria subiu na moto e os dois fugiram do local.


Esta não é a primeira vez que um crime assim amedronta os moradores e comerciantes do local, que muita das vezes precisam fechar mais cedo os estabelecimentos para não correr o risco de serem assaltados ou até mortos. “Um funcionário de uma loja nas mediações do assalto desta quinta-feira (29) já foi atingido por três tiros, relembra a comerciante B, que preferiu não se identificar.


O medo e a insegurança tomam conta de uma das regiões mais movimentadas do município. Alguns moradores reforçaram também a falta de um policiamento mais próximo para com aquela área. Até já tentaram implantar uma guarita da Polícia Militar na praça Dulphe Pinto de Aguiar, mas a presença dos militares lá nem existe mais, relembra a moradora N.


Uma área comercial, residencial, que abriga ainda escolas. O fluxo de estudantes ali pela manhã e pela tarde é expressivo. E o convívio com esta violência tem tirado também o sossego dos pais e professores.


Segundo os proprietários da casa lotérica invadida, a procura por estes estabelecimentos, se intensificou após a greve dos bancários e isto como conseqüência tem chamado a atenção da criminalidade.  


Para V, que é moradora do bairro há mais de dez nem mesmo as ruas bloqueadas e a sinalização reforçada diminuiu a velocidade com que os motoristas trafegam pelo local, além disso, o tipo de bloqueio colocado em determinados cruzamentos proporciona passagem para motoqueiros, inclusive os assaltantes. 


Outro assunto que também tem chamado a atenção é a presença crescente de andarilhos pelas ruas da cidade. Desta vez um deles entrou no Shopping Pátio Divinópolis, mas não provocou transtornos aos funcionários do local. A situação foi controlada pacificamente pela policia militar. 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.