sexta-feira, 10 de Outubro de 2014 06:51h

Assaltos a mão armada assustam moradores de Martinho Campos e Dores do Indaiá

Dois homens assaltaram um posto de gasolina e uma loja de móveis na tarde dessa quarta-feira, em Martinho Campos.

Segundo a Polícia Militar, o frentista do posto de gasolina relatou aos policiais que dois indivíduos chegaram em uma moto Honda XRE 330 preta, quando o suspeito que estava na garupa anunciou o assalto empunhando uma arma.

A vítima não reagiu e passou para os bandidos R$ 490,82 em dinheiro e uma folha de cheque no valor de R$ 297,60. O condutor da moto aguardava próximo ao caixa com a moto ligada. Há indicações de que os suspeitos haviam fugido sentido BR-352, para a cidade de Pitangui.
Dez minutos após o assalto no posto de gasolina, os policiais foram acionados em uma loja de móveis para outra ocorrência de assalto a mão armada. Conforme a PM, a proprietária da loja estava no estabelecimento com sua funcionária e uma cliente, quando dois indivíduos chegaram em uma moto Honda XRE 330 preta e um deles, armado, anunciou o assalto, ordenando que todos ficassem calados.
Os indivíduos estavam bem informados, pois sabiam que a proprietária residia no apartamento em cima da loja. Ainda segundo a PM, os bandidos não conseguiram levar o dinheiro do caixa da loja, pois um carro parou na rua, o que os deixou apreensivos. Os assaltantes levaram o celular da funcionária e a carteira da cliente, que continha R$ 80.
Os suspeitos seguiram para BR-352, para a cidade de Pitangui, mesmo destino seguido no assalto anterior. As testemunhas relataram aos policiais que uma moto HONDA CB 300 dourada, estava dando cobertura na hora do roubo. Nenhum suspeito foi preso.

 

 

DORES DO INDAIÁ
Um homem foi assaltado quando chegava em Dores do  Indaiá, no fim da tarde da última quarta-feira. Conforme a Polícia Militar, o homem parou seu carro a aproximadamente 4 km de Dores do Indaiá para descansar, quando dois indivíduos pararam em uma motocicleta vermelha e anunciaram o assalto.
Os assaltantes que estavam armados levaram R$ 400 em dinheiro da vítima.  O homem conseguiu descrever que um dos suspeitos era alto, moreno e forte, e o outro era moreno de porte físico médio. Os criminosos fugiram sentido para a cidade de Dores do Indaiá, mas ninguém foi preso.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.