quinta-feira, 9 de Agosto de 2012 15:51h Camila Caetano

Aumenta o policiamento da Polícia Militar na Avenida JK, bairro Bom Pastor

Há três meses iniciou nos estabelecimentos comerciais da Avenida JK, a Rede de Shopping Protegido, projeto realizado pela Polícia Militar que visa à maior segurança desse local, diminuindo o índice de criminalidade e a presença de usuários de drogas na região. Deste modo, o policiamento da PM já havia aumentado nesse local, e agora está sendo retomado, contando também com a utilização da base comunitária. “Foram feitas reuniões, alguns treinamentos foram ministrados, passando várias dicas para os lojistas”, afirma o Capitão Célio.

 


O Capitão ainda comenta que um dos problemas que estavam presenciando era a quantidade de usuários de drogas nessa região, que já diminuiu de maneira significante.  “Infelizmente o problema de crack não é único e exclusivamente da Polícia Militar, mas outros órgãos foram envolvidos na época, e continua sendo. Principalmente tentar um abrigo para esses usuários. Está sendo envolvida também a Prefeitura Municipal de Divinópolis para verificar a questão de limpeza nas proximidades ali da ponte, que dá acesso ao bairro Manoel Valinhas, porque a informação é que eles estariam inclusive morando embaixo da ponte, e normalmente são pessoas de fora e que fazem o uso constante de drogas, principalmente do crack”, relata o Capitão Célio.

 


Em Divinópolis há o Centro do Imigrante, que abriga por no máximo três dias essas pessoas que não são de Divinópolis. E aqueles que têm família e desejam voltar para suas residências, normalmente a Prefeitura arca com esse retorno para a cidade de origem.

 


Contudo, uma ação simples e que amenizou esse problema foi o asfaltamento do estacionamento próximo ao DiviShop e Pátio Divinópolis, “que era utilizado pelos usuários, que ficavam tomando conta de veículos. Foi uma melhoria também para a região aqui”, conta Capitão Célio, já que o comércio é um dos principais meios que movimenta a economia de Divinópolis. “A nossa parte é essa, intensificar o policiamento para inibir a presença deles aqui. Porque a presença deles por si só não constitui motivo para prisão, mas que chega a incomodar os frequentadores, o pessoal que vem de outras cidades para fazer suas compras aqui”, complementa o Capitão.

 


O administrador do DivShop, Laércio Ribeiro, afirma que realmente aumentou a presença da Polícia Militar nos centros comerciais, o que acaba inibindo a ação de pessoas que aproveitam o descuido dos clientes que vão a esses estabelecimentos, “e até mesmo a presença de usuários de drogas que geralmente ficam na região. Acabar com o problema não acabou, mas amenizou, e acredito que com o tempo isso vai continuar amenizando”, complementa Laércio.

 


A princípio foi realizada a divulgação da Rede Shopping Protegido junto com um trabalho de conscientização, além de algumas reuniões. “Essas reuniões estão sendo realizadas esporadicamente, inclusive tem que dar mais continuidade nisso, às vezes a gente tem um contato direto aqui com a Polícia, não há necessidade de fazer muitas, porque a gente está trocando ideia no dia-a-dia, mas eu acredito que essa reunião também é importante, pois são mais cabeças pensando”, conclui Laércio.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.