quinta-feira, 30 de Outubro de 2014 05:26h

Avó acusa ciganos de raptar neta de 11 anos

Uma criança, de 11 anos, foi raptada no domingo em Lagoa da Prata

A avó da menina acusa um grupo de ciganos de levar a menina para se casar com o neto de um deles.
Apesar de o fato ter acontecido em Lagoa da Prata, é a Polícia de Bambuí, onde a avó da criança deu queixa do rapto da menina.
De acordo com a avó, que é cigana, estava com os três netos, entre eles Nayara Fernandes Moreira, de 11 anos, em Lagoa da Prata e um homem chamado Rael, que também é cigano, ofereceu estadia em sua casa para ela e os netos no último sábado (25). Ela ainda conta que na casa estava outro grupo de ciganos, composto por sete pessoas.
Ainda de acordo com a avó da criança, na noite de domingo (26), dois homens do grupo de ciganos, que também estavam na residência, a ameaçaram com um revólver, dizendo que levariam sua neta com eles. “Depois que eles fugiram levando a Nayara conseguimos seguir eles até o posto de combustíveis no trevo de Bambuí, porém, acabamos perdendo eles de vista”, comentou a avó da criança.
Os raptores estavam em três veículos, uma caminhonete branca com placas de Belo Horizonte, um Monza tubarão vinho e um outro Monza prata. A Polícia Militar iniciou rastreamento por Bambuí e também solicitou cerco bloqueio nas cidades vizinhas, porém, ninguém foi localizado.
A família acredita que os raptores levaram a menina para se casar com o filho de “Rael”, homem que ofereceu abrigos para eles na cidade de Lagoa da Prata. Dentro da cultura cigana é muito comum as meninas se casarem muito novas. A família acredita que a menina possa estar em Bambuí ou em outras cidades da região, como Divinópolis que possui uma das maiores comunidades ciganas da região.
Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro da criança deve ligar no 190 da Polícia Militar, no 197 da Polícia Civil ou no Disque Denúncia 181.

Morte
Não é a primeira vez que a comunidade cigana é destaque na página policial. Em julho deste ano, um caso extraconjugal terminou em morte em Itaúna. Uma mulher de 28 anos foi assassinada a tiros em um bar pelo pai do amante.
De acordo com relatos de familiares e amigos, a vítima, Geiziane Fernanda da Silva Matos, mantinha um relacionamento com Anderson da Costa, que era casado com Luciana Soares da Costa. O pai de Anderson, Nilson da Costa, havia alertado ao filho que se afastasse da amante ou iria matá-la, mas Anderson e Geiziane continuaram a se encontrar. Todos os envolvidos, exceto a vítima, fazem parte de uma comunidade cigana de Itaúna e Divinópolis e ainda não foram presos.

 

 

Crédito: Divulgação

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.