terça-feira, 13 de Março de 2012 08:20h Atualizado em 13 de Março de 2012 às 09:54h. Paulo Reis

Avô mata neto em acidente de motocicleta em Pará de Minas

Suspeito apresentava sinais de embriaguez

Um homem de 46 anos matou o neto de 4, na noite do último domingo (11), por volta das 19h40, na rua Guapé, bairro Santos Dumont em Pará de Minas.
Segundo testemunhas, o homem passou todo o domingo (11) fazendo o uso de bebidas alcoólicas e apresentava visíveis sinais de embriaguez. Ele colocou a criança no tanque da motocicleta e acelerou. Os dois não usavam capacete de segurança e a moto estava em alta velocidade.
Em determinado ponto da rua o condutor perdeu o controle e bateu a roda dianteira contra o meio-fio. Com o impacto, ele foi lançado para a frente e acabou por pressionar o neto contra o guidão da moto. O condutor caiu a cerca de três metros do local do impacto.
A moto continuou em movimento e atropelou a criança, caindo ainda sobre o corpo dela. Ambos ficaram inconscientes. A criança sofreu politraumatismo e foi levada ao Pronto Atendimento por populares. O médico que atendeu o menino imediatamente o encaminhou para o Hospital Nossa Senhora da Conceição.
O suspeito de causar o acidente foi levado também para o mesmo hospital, porém pela Equipe de Resgate do Corpo de Bombeiros.
Segundo a PM o avô descumpriu mais de uma regra de trânsito. O infrator colocou uma criança de quatro anos sentada sobre o tanque da moto. Conforme o Código Nacional de Trânsito, pode-se transportar apenas crianças com, no mínimo, sete anos, utilizando capacete e no banco da garupa. Os dois estavam sem capacete e além do condutor estar embriagado, ele tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para conduzir motocicletas.
Ainda de acordo com a Polícia Militar o infrator não foi preso devido ao estado de saúde. Assim que receber alta médica ele será responsabilizado e responderá pelo crime cometido.


 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.