segunda-feira, 2 de Junho de 2014 05:52h Atualizado em 2 de Junho de 2014 às 06:23h. Pollyanna Martins

Bombeiros Militares se formam no Curso de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas

A solenidade foi realizada no 10° Batalhão de Bombeiros Militares em Divinópolis

Trinta e oito Bombeiros Militares se formaram na tarde de ontem no Curso de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas. A solenidade foi realizada no 10° Batalhão de Bombeiros Militares, em Divinópolis. É a primeira vez que este curso é ministrado em Minas Gerais e tem como objetivo especializar os militares para atuar em situações de catástrofes e grandes desastres. Outro foco do curso é atuar em deslizamentos, soterramentos e desabamentos, devido ao solo montanhoso do Estado.
O 10° Batalhão de Bombeiros Militares foi o local onde grande parte do curso foi ministrado. O treinamento durou vinte e um dias e os bombeiros passaram por provas teóricas e físicas. Para fazer a base do curso os instrutores intensificaram técnicas para simular situações reais. “Todas as situações foram intensificadas para que os alunos saíssem daqui preparados para atender a comunidade. Os formandos permaneceram acampados na última semana, simulando uma situação de empenho em um grande desastre”, explica o capitão, Rafael Neves Casendey. O curso instruiu ainda como os bombeiros devem agir em situações de pânico e desordem, para dar segurança à população.
Segundo o capitão, o curso teve ainda o amparo na doutrina internacional Grupo Consultor Internacional de Busca e Resgate – ou, na sigla em inglês, Insarag (International Search and Rescue Advisory Group). “É uma metodologia usada nas Nações Unidas, além de ser um ensinamento que foi usado para agregar conhecimento aos militares, para que eles possam atuar da melhor forma no cenário estadual”, acrescenta.
Os formandos passaram as últimas 28h do curso em Montes Claros, no norte de Minas, onde foram treinados para agir em casos de abalos sísmicos. “Os terremotos estão acontecendo no norte de Minas e é uma preocupação dos Bombeiros, para que os militares possam conhecer eventos adversos que lá acontecem”, reforça Rafael.

 

 

PRESENTE PARA DIVINÓPOLIS
Às vésperas do aniversário da cidade, o prefeito, Vladimir Azevedo, acompanhou a solenidade e ressaltou que este é mais um presente para a cidade. “O 10° Batalhão foi um ganho no mandato passado e vale dizer que só tem dois deste porte em Minas Gerias. É bom ver que esta estrutura já está dando frutos para a população. Isso mostra o quanto é valiosa essa corporação.”
Azevedo ressalta ainda o pioneirismo da cidade como a primeira a ministrar o curso em Minas Gerais, e diz esperar que outras turmas recebam o treinamento. “A gente vê a energia desses militares e se sente honrado e parceiro em ver a primeira formatura. Tenho certeza que esta será a primeira de muitas.”

 

Crédito: Pollyanna Martins

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.